O Benfica iniciou hoje a defesa do título de campeão português de futebol com uma goleada sobre o Paços de Ferreira, por 5-0, em jogo da primeira jornada da I Liga.

No Estádio da Luz, Nuno Tavares (26 minutos), Pizzi (32, de penálti, e 72), Seferovic (70) e Carlos Vinicius (84) marcaram os golos dos 'encarnados'. No final do encontro, o treinador mostrou-se contente com as escolhas que fez.

O jogo

"Vitória justa perante um adversário que complicou imenso, principalmente até ao primeiro golo. Tinha a lição bem estudada. Bloqueou-nos o espaço interior, o Grimaldo foi muito pressionado… Mas depois com o golo fantástico do Nuno [Tavares] conseguimos desbloquear o jogo. Tivemos outro critério, procurámos a profundidade, tivemos outro tipo de soluções. O primeiro golo deitou por terra a estratégia e a solidez do Paços. Depois apareceu o segundo golo e o jogo ficou para o nosso lado. Foi uma boa exibição e um resultado muito agradável."

Samaris

"A malta fala muito, não é? Mas até é bom. Traz a discussão daquilo que é o futebol. Jogou o Samaris por uma simples razão. O público não viu os jogos à porta fechada, mas é por isso que joga o Samaris. Tive de dar oportunidade aos mais novos de competir com equipas de outro nível para os conhecer e também para ter as minhas experiências. Saber o que cada um pode desempenhar nas suas posições. Não tendo o Gabriel, teria de voltar a colocar a dupla Tino e Samaris, que foi a dupla que terminou a época passada. Tomar esta decisão é um pouco a minha forma de liderar, respeito pelos mais velhos e ter memória por quem trabalha, quem se dedica e quem treina bem."

Nuno Tavares, Chiquinho e Carlos Vinicíus

"É um momento muito importante para eles que traz moral e confiança. É desafiante colocar esta gente nova, integrá-los rapidamente na dinâmica da equipa e que a equipa ter o jogo e a qualidade que tinha no ano passado."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.