Bruno Lage, fez a antevisão à partida do próximo sábado nos Açores, frente ao Santa Clara, em jogo a contar para a 11.ª jornada da Primeira Liga.

Dificuldades frente ao Santa Clara

"O nosso objetivo é sair na mesma posição, por isso temos de fazer um grande jogo. Uma equipa com um bom início de época, com os pontos que lhe dão mais tranquilidade. Temos de estar preparados para todas as eventualidades. Temos de fazer um bom jogo, uma boa exibição e terminar este ciclo de sete jogos lideres do campeonato"

Mentalidade depois da derrota em Lyon

"O foco é a nossa forma de estar na vida, é isso que temos de passar aos jogadores. Somos nós enquanto jogadores e treinadores de equipa grande não podemos olhar para trás. É fechar o jogo, fazer a analise do jogos do que fizemos de bom e de menos bom e olhar para o nosso adversário, olhar para os seus pontos fortes e ver em que sítios podemos atacar"

Mudança de estratégia para o Benfica europeu

"São opiniões. Se a cada desaire tivermos de mudar o nosso rumo, não temos estratégia, não temos rumo, nada preparado. Há muitos anos atrás dizia-se que era impossível vencer o campeonato com uma equipa da formação, e nós provamos isso nos últimos anos. Agora neste momento é o passo seguinte, é termos a capacidade de fazer as competições europeias à imagem do clube com esta estratégia.  Se o Benfica tiver a capacidade de segurar os jogadores da formação... Seguramente nos próximos oitavos de final [da Liga dos Campeões] estarão seis jogadores da formação entre Manchester City e Barcelona... Quando conseguirmos segurar esses jogadores, seremos muito mais fortes. As pessoas que lideram o Benfica acreditam que é este o projeto"

Jogadores da formação abaixo do rendimento

"Não. São momentos. Basicamente toda a gente tem tido oportunidade se jogar, uns melhor que outros. O rendimento da equipa, por momentos nao é brilhante, mas é um caminho que temos de fazer. Aquilo que é jogar, em que se jogam sete jogos em 21, 22, 23 dias e depois uma paragem de seleções... Uma paragem grande como foi a última... aquilo que é uma dinâmica colectiva nem sempre é possível. Mas são situações normais, que acontecem numa equipa de futebol"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.