O Sporting impôs ao Belenenses SAD a maior goleada de sempre em casa, ao vencer por 8-1 na 32.ª jornada da I Liga de futebol, com três golos de Bruno Fernandes, num jogo marcado pela expulsão de Muriel que deixou a equipa de Silas em inferioridade numérica a partir dos 21 minutos. Bas Dost não jogava desde março e regressou à competição para fazer o 6-1.

Tarde de goleada no Jamor. O Sporting regressou ao Estádio Nacional quase um ano depois de perder a final da Taça de Portugal para o Desportivo das Aves e nada melhor do que 'afastar fantasmas' com uma exibição de gala com direito a oito golos. Quando falta sensivelmente três semanas para a final da Taça de Portugal frente ao FC Porto, o conjunto verde-e-branco mostrou confiança, segurança e 'fome de golo' para alcançar uma das maiores goleadas fora de portas no histórico de jogos do Sporting no campeonato.

Ao vencer o Belenenses SAD por 8-1, o Sporting igualou os dois maiores registos fora de portas para o campeonato por uma diferença de sete golos. Na época 1939/1949 o Sporting venceu na casa do Leixões por 9-2 e já na temporada 1973/1974 visitou o Oriental para vencer por 7-0. Já a última vez que os 'leões' venceram por 8-1 no campeonato nacional aconteceu na época 1984/1985 com uma receção ao SC Braga.

Mas para além deste registo histórico, o resultado do Sporting frente ao Belenenses SAD permitiu aos 'leões' de Kaizer ultrapassar o FC Porto na lista dos clubes mais concretizadores do campeonato com um total de 70 golos marcados. O Benfica lidera a lista com 96 golos, seguindo-se o Sporting com 70 golos, e o FC Porto em terceiro com 68 golos.

Erros de Muriel mudaram o rumo do jogo

Muriel trava Raphinha em falta no jogo da 32ª jornada entre Belenenses SAD e Sporting
Muriel trava Raphinha em falta no jogo da 32ª jornada entre Belenenses SAD e Sporting. Foto: ANTONIO COTRIM/LUSA créditos: LUSA

O guarda-redes do Belenenses ficou diretamente ligado ao descalabro da equipa orientada por Jorge Silas e acabou por definir o rumo da partida. Primeiro porque ofereceu a bola a Raphinha, no golo inaugural, 10 minutos, e depois ao ser expulso por derrubar o brasileiro, em cima da linha da grande área e em posição frontal à baliza, aos 21 minutos.

A jogar em superioridade numérica durante 72 minutos, tempo de compensação incluído, o Sporting, que para este jogo fez duas alterações no 'onze' inicial em relação do triunfo sobre o Vitória de Guimarães empurrou o Belenenses para trás da linha de meio-campo e foi sem dificuldades que acabou por construir a goleada à boleia de Bruno Fernandes

Bruno Fernandes imparável

Bruno Fernandes celebra um 'hat-trick' frente ao Belenenses SAD
Bruno Fernandes celebra um 'hat-trick' frente ao Belenenses SAD. Foto: ANTONIO COTRIM/LUSA créditos: Lusa

O capitão dos 'leões' voltou a ser determinante para mais um resultado dilatado da equipa de Marcel Keizer. Apesar de não ter conseguido acertar no alvo aos 25, 28 e 29 minutos, Bruno Fernandes assistiu Luiz Phellype para o 2-0, em cima do intervalo (45+1), num lance em que o guarda-redes Guilherme Oliveira pareceu mal batido.

O Belenenses ainda reagiu na segunda parte e fez o golo de honra por intermédio de Licá, aos 61 minutos, depois de um mau passe de Mathieu. A bola sobrou para Ljujic, que rematou para defesa incompleta de Renan Ribeiro. Na recarga o avançado só teve de encostar para o fundo das redes, marcando o 10.º golo na I Liga.

Mas a alegria dos adeptos do Belenenses SAD durou apenas quatro minutos pois logo de seguida o campo ganhou uma inclinação tal que pareceu que cada remate à baliza de Guilherme Oliveira acabava por abanar a rede. Em 25 minutos o Sporting marcou seis golos com Bruno Fernandes a apontar metade desses tentos. Gudelj estreou-se a marcar na I Liga, aos 65, com um remate em que a bola ainda desviou em André Santos e enganou o guarda-redes.

Nemanja Gudelj celebra o terceiro golo do Sporting frente ao Belenenses SAD
Nemanja Gudelj celebra o terceiro golo do Sporting frente ao Belenenses SAD. Foto: ANTONIO COTRIM/LUSA créditos: LUSA

Sagna, aos 68, derrubou Luiz Phellype na grande área. O árbitro lisboeta João Capela assinalou grande penalidade. Bruno Fernandes encarregou-se da cobrança e fez o 4-1 (70). O capitão do Sporting acabaria por bisar, aos 75, depois de Luiz Phellype ter roubado a bola a Guilherme Oliveira.

Com o resultado tão avolumado, o treinador Marcel Keizer aproveitou para colocar em campo Bas Dost, aos 76 minutos, e poucos segundos depois o avançado holandês, que regressou de lesão, fez o 6-1, depois de um remate seu defendido para frente pelo guarda-redes adversário.

Aos 84 minutos, o inevitável e inigualável Bruno Fernandes fez o 'hat-trick', com um pontapé à meia volta, na sequência de um cruzamento de Acuña, somando 31 golos na conta pessoal -- 19 no campeonato -, o que espelha toda a influência que tem no Sporting.

Antes do apito final, tempo ainda para Doumbia selar o resultado. Bruno Fernandes endossou a bola a Diaby, que a recebeu e serviu o marfinense para o 8-1, escrevendo também pela primeira vez o nome na lista de marcadores na I Liga.

Momento do jogo

Expulsão de Muriel aos 21 minutos: Depois de um grande passe de Bruno Fernandes, a lançar Raphinha na frente, Muriel tenta desarmar o avançado leonino, mas acaba por fazer falta e vê o vermelho direto. Com menos um jogador, o Belenenses sentiu muitas dificuldades para travar o ímpeto ofensivo do Sporting e perdeu argumentos para disputar os três pontos.

Os melhores

Bruno Fernandes - Três golos e uma assistência. O capitão dos 'leões' voltou a ser determinante na equipa de Marcel Keizer e já leva 31 golos na conta pessoal esta época em todas as competições. Para além disso, o número 8 dos 'leões' conta com um total de 13 assistências e está apenas a dois golos de igualar o suíço Haris Seferovic na lista dos melhores marcadores do campeonato nacional.

Bas Dost - O avançado holandês não jogava desde 15 de março e regressou à competição frente ao Belenenses SAD. Precisou apenas de um minuto em campo para justificar o rótulo de goleador ao apontar o 6-1. Quando a época está perto de terminar, Bas Dost deu sinais de que pode ser decisivo para a conquista de mais um título: a Taça de Portugal.

Os piores

Muriel - Tarde desastrosa para o guarda-redes brasileiro. O guardião do Belenenses esteve diretamente envolvido no lance do primeiro golo do Sporting e a falta de discernimento com que abordou um lance aos 21 minutos deixou a sua equipa a jogar com menos um jogador frente a um adversário temível e que já vencia por 1-0.

Reações

Silas: "Até à expulsão, estávamos a jogar bem"

O treinador do Belenenses SAD lamentou a derrota por 8-1 frente ao Sporting mas frisou que a sua equipa estava a jogar bem até à expulsão de Muriel.

Keizer: "Depois do cartão vermelho, o jogo foi diferente"

O treinador do Sporting assumiu que a expulsão de Muriel beneficiou a equipa de Alvalade para alcançar a vitória sobre o Belenenses SAD por números expressivos.

Keizer: "Todos jogam em equipa e não pensam só em si"

Silas: "Com onze jogadores, não sei se perderíamos este jogo"

Bruno Fernandes faz balanço da época: "Acho que fomos nós que nos travámos sozinhos"

Gonçalo Silva e a goleada do Sporting: "O que aconteceu não é a imagem de uma equipa que tem 40 pontos"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.