Com a igualdade, o Beira-Mar mantém-se tranquilo na classificação, após ter garantido a manutenção, já a equipa de Carlos Brito sofre revês na luta pelos lugares europeus e quebra ciclo de três vitórias consecutivas.

O golo do Beira-Mar aconteceu cedo (14 minutos), num lance de bola parada, por intermédio do central Yohan, que correspondeu da melhor forma a um pontapé de canto apontado do lado esquerdo por Renan.

A equipa vila-condense tentou responder e desperdiçou alguns lances de perigo na área adverária, embora a formação da casa não tenha abdicado de procurar dilatar também o resultado.

Aos 34 minutos o Beira-Mar ameaçou o segundo golo, numa jogada rápida de Renan e Wilson Eduardo, que obrigou o guardião Paulo Santos a defesa apertada para fora.

Ao minuto 41 foi a vez da defesa aveirenses passar por apuros, num lance construído por Bruno Gama, em que o remate de Braga ficou muito próximo da baliza defendida por Rui Rego.

Após o intervalo, o Rio Ave chegou ao empate aos 49 minutos, numa jogada em que o guarda-redes Rui Rego defendeu o remate de Yazalde, mas não foi capaz de segurar o pontapé colocado de Tarantini, que igualou o marcador.

Até final, o jogo esteve bastante disputado, com ambas as formações a disporem de situações flagrantes de golo, mas o empate manteve-se até final.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.