O Sporting isolou-se no terceiro lugar da I Liga, com uma vitória tranquila sobre o Rio Ave por 3-0, em jogo da 28.ª jornada, capitalizando assim a derrota do Sporting de Braga frente ao Moreirense. Foi a terceira vitória dos 'leões' está temporada sobre os vilacondenses, depois do 1-3 em Vila do Conde, para o campeonato, e do 5-2, em Alvalade, nos oitavos de final da Taça de Portugal.

O brasileiro Luiz Phellype abriu cedo o ativo, logo aos 12 minutos. Bruno Fernandes, de grande penalidade, ampliou aos 36 minutos e levou a equipa leonina a vencer por dois golos para o intervalo. Na segunda parte, Wendel estreou-se a marcar na I Liga e fixou o resultado final, com um golaço aos 54 minutos.

O Jogo: Sporting pujante contra um Rio Ave inexistente

Depois de ter apostado num esquema com três defesas centrais que valeu a vitória diante do Benfica (1-0) na segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, Marcel Keizer voltou ao clássico 4-4-2, com o meio-campo a ser preenchido por Wendel, Gudelj, Bruno Fernandes e Borja, que ia alterando com Acuña na esquerda. O Rio Ave parecia disposto a conseguir tirar pontos ao clube de Alvalade, e numa fase inicial esteve empenhado em bloquear a fase de construção dos 'leões'.

Depois de uns minutos iniciais muito divididos, o Sporting foi o primeiro a marcar logo aos 12 minutos. Na sequência de um pontapé de canto para o Rio Ave, a defesa do Sporting ganha a posse de bola, Wendel recebeu o esférico sobre a linha do meio-campo, fez um passe interior para Acuña, que isolou Luiz Phellype, que, na 'cara' do guarda-redes Léo Jardim, atirou para o terceiro golo com a camisola dos leões, depois do 'bis' em Chaves na última ronda.

Se este golo logo ao início abanou as hostes vilacondenses, que dizer quando aos 36 minutos quando Messias carregou na área Luiz Phellype. Luís Godinho não teve dúvidas e assinalou grande penalidade, que Bruno Fernandes converteu, fazendo o 2-0. O médio leonino atingiu a marca dos 27 golos, os tais que Frank Lampard tinha apontado em 2009/10.

A partir deste momento, o Rio Ave, que poucas ou mesmo nenhumas oportunidades tinha criado até então, não conseguiu entrar mais no jogo e o Sporting tomou conta das operações. Por isso, o encontro foi perdendo velocidade e os vilacondenses sentiram dificuldades para ganhar a posse de bola e ultrapassar a própria linha de meio-campo.

Com o jogo controlado, o Sporting entrou no segundo tempo pressionante e, aos 54 minutos, Wendel, com um remate de fora da área, colocou a bola em arco ao ângulo superior esquerdo da baliza de Léo Jardim. Golaço do médio brasileiro que se estreou a marcar no campeonato português ao fim de 20 jogos.

A vencer por 3-0, Marcel Keizer aproveitou para gerir o plantel. Depois das saídas dos lesionados Borja, para a entrada de Jovane, no início da segunda parte, e Acuña, substituído por Bruno Gaspar, o técnico holandês optou ainda por retirar Mathieu e fez entrar André Pinto.

O Rio Ave ainda esteve perto de fazer o golo de honra aos 77 minutos por Tarantini. O capitão do Rio Ave rematou forte dentro da grande área do Sporting, a bola passou por baixo do corpo do guarda-redes Renan Ribeiro e quase cruzou a linha de golo.

Com este triunfo, a equipa de Alvalade passou a somar 61 pontos, mais três do que os 'arsenalistas', quartos, e menos oito do que Benfica e FC Porto, primeiro e segundo classificados, respetivamente.

Já o Rio Ave somou a segunda derrota consecutiva no campeonato, depois de ter perdido com o Desportivo das Aves (1-0). O emblema vilacondense manteve o nono lugar, com 32 pontos, em igualdade pontual com o Portimonense, com um jogo a menos e que esta segunda-feira defronta o Tondela.

Momento do jogo: Golaço de Wendel

Grande golo do brasileiro a abrir o segundo tempo e a sentenciar, se é que já não estava decidido dada a fraca qualidade apresentada pelo Rio Ave, o resultado final. Passe atrasado de Bruno Fernandes para Wendel à entrada da área, que atira em jeito ao ângulo e faz um golo de belo efeito.

Melhores

Bruno Fernandes - Em excelente forma o capitão leonino. Um golo marcado, que lhe valeu igualar o recorde de Frank Lampard como o médio mais goleador numa temporada, e uma assistência para o golo de Wendel.

Luiz Phellype - Costuma-se dizer que os golos são como o ketchup, só custa a sair o primeiro. O avançado brasileiro tem mostrado ser uma bola alternativa ao lesionado bas Dost. Depois dos dois golos em Chaves, mais um frente ao Rio Ave. De pé quente o antigo jogador do Paços de Ferreira.

Wendel - Muito certinho no meio-campo dos leões. Boa exibição no jogo, quase sem falhar um passe e coroada com um golaço logo a abrir o segundo tempo.

Piores

Rio Ave - Nota negativa para a equipa vilacondense. Muito apática na partida, e sem conseguir reagir perante a forte pressão da equipa da casa. A única jogada de perigo aconteceu aos 76 minutos, com Tarantini a atirar a bola forte, que passou por baixo do corpo de Renan e quase cruzou a linha de golo. Muito trabalho para Daniel Ramos no que resta da temporada.

Reações:

Marcel Keizer: "A nossa qualidade acabou por fazer a diferença"

Daniel Ramos: "Rio Ave não se escondeu"

Rúben Semedo: "O Sporting aproveitou bem os nossos erros"

Gudelj: "3-0? Não foi fácil, mas parece que foi fácil"

Bruno Fernandes igualou Lampard e esta foi a reação do médio

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.