Resumo

O Benfica venceu, na sexta-feira, no terreno do Boavista, por 4-1, em jogo da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e aumentou provisoriamente para cinco pontos a vantagem sobre o FC Porto, segundo classificado.

No Estádio do Bessa, no Porto, Carlos Vinicius deu vantagem aos ‘encarnados’, aos 34 minutos, o sérvio Stojiljkovic empatou para os ‘axadrezados’, aos 44, o argentino Franco Cervi voltou a adiantar os campeões nacionais, aos 52, a passe do avançado brasileiro, que chegaria aos 10 golos na competição, aos 62. O médio Gabriel fixou a goleada, aos 90+2.

Com este triunfo, o 10.º seguido, o Benfica segurou o primeiro lugar, com 36 pontos, mais cinco do que o FC Porto, que visita o Belenenses, no domingo, enquanto o Boavista permanece no quinto posto, com os mesmos 18 pontos do Sporting de Braga, que visita o Desportivo das Aves, no sábado.

Tomás Tavares foi a novidade no 'onze'

Em relação à última partida do campeonato frente ao Marítimo, Bruno Lage alterou apenas uma 'pedra' para a partida no Bessa frente ao Boavista. Tomás Tavares assumiu o lado direito da defesa, face à indisponibilidade física de André Almeida. De resto, tudo na mesma no emblema encarnado, com Taarabt no miolo, Chiquinho e Vinícius como homens mais adiantados.

Primeira parte com domínio benfiquista no Bessa

Logo no primeiro minuto de jogo, Pizzi fez o chapéu a Bracali e atirou para o fundo da baliza boavisteira, mas o lance foi invalidado por Jorge Sousa, por fora-de-jogo, confirmado pelo VAR.

Contudo, o golo acabaria por chegar aos 34 minutos, numa bela finalização de Vinícius, depois da recepão do passe de Pizzi. Na cara de Bracali, com Fabiano na pressão, o brasileiro atirou a contar.

Dez minutos depois, o Boavista empatou por intermédio de Stojiljkovic. Após cruzamento de Marlon, Rúben Dias não chegou para o desvio, mas o avançado sérvio antecipou-se a Ferro e, perante Odysseas, fez de cabeça a igualdade.

Mais dois golos no segundo tempo e a confirmação da boa exibição

Já no segundo tempo, Franco Cervi fez o seu primeiro golo no campeonato esta temporada. Num cruzamento de Vinícius, Cervi apareceu ao segundo poste a desviar, com o argentino a cair no duelo com Marlon, mas a bola entrou mesmo. Jorge Sousa ouviu as indicações do VAR e confirmou o tento dos campeões nacionais.

Aos 62 minutos, Vinícius bisou na partida após Grimaldo ter recuperado a bola numa tentativa de saída do Boavista. O espanhol cruzou para Vinícius e este atirou ao ângulo, sem hipótese de defesa para Bracali.

Já em tempo de compensação, o Benfica havia de marcar o quarto golo, da autoria de Gabriel. Num livre marcado por Grimaldo para a área, o médio brasileiro, de cabeça, fez mais um golo para os campeões nacionais.

Figura do encontro

Carlos Vinícius: Foram dois golos e uma assistência para o golo de Cervi. Esta é a conta, fácil de fazer, demonstrativa que este distinção só poderia ir para o avançado brasileiro do Benfica. A técnica que demonstrou após o passe de Pizzi no primeiro golo e consequente remate foram dignos deste título. Vinícius mostra ser um avançado com pensamento rápido na execução - muito importante nos dias de hoje em que muitos lances se perdem porque os  jogadores 'bloqueiam' na altura da decisão - e reage bem quando se encontra em espaços fechados. O jogador já leva oito golos em 11 jogos no campeonato.

Vozes dos protagonistas

Ricardo Costa: “Eles têm qualidade, mas agora temos de continuar a trabalhar”

Lito Vidigal: “Conseguimos o empate e depois surgiu aquele golo duvidoso”

Bruno Lage: “Cada pessoa tem a sua opinião, mas neste momento sou eu o treinador”

Vinícius: “Eu trabalho dia após dia para o caso do mister precisar de mim”

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.