Resumo do Jogo

O FC Porto venceu ontem o Tondela, por 1-0, em partida da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, decidida com um golo solitário de Marega.

O avançado maliano aproveitou um erro defensivo do jogador do Tondela Sulley para inaugurar o marcador, logo aos 13 minutos, num resultado que acabou por prevalecer até ao final.

Com este triunfo, o FC Porto, que ainda tem a segunda parte do jogo com o Estoril Praia por disputar, assume, novamente, a liderança do campeonato com 48 pontos, mais um do que o Sporting, que hoje empatou 1-1 em Setúbal.

Já o Tondela continua, apesar do desaire, na 10.ª posição, somando 22 pontos, que, por enquanto, mantém a equipa orientada por Pepa afastada dos lugares de descida.

Golo apareceu logo aos 13 minutos

Numa partida em que o técnico dos 'dragões', Sérgio Conceição, recuperou para o 'onze' Marcano, Corona e Brahimi, que não foram utilizados no jogo com o Estoril-Praia, a equipa nortenha entrou melhor, dominando os acontecimentos.

Após ameaçar com três remates de meia-distância, dois por Herrera e um por Brahimi, o FC Porto inaugurou o marcador, logo aos 13 minutos, por Marega, na sequência de uma 'oferta' de Sulley numa reposição de bola do Tondela.

O Tondela ainda reagiu ao infortúnio, conseguindo jogar no meio-campo portista, criando perigo aos 18 minutos, num remate fora da área de Tomané, e voltando a ameaçar numa finalização de cabeça de Sulley, aos 28, na sequência de um livre.

A formação portista permitiu o atrevimento contrário, mas voltou, pouco depois, a pegar no jogo, esboçando três grandes oportunidades para aumentar a contagem, com destaque para um cabeceamento ao poste de Aboubakar, aos 31 minutos, além dos remates perigosos de Corona e Felipe, defendidos pelo guarda-redes Cláudio Ramos, que manteve o 1-0 ao intervalo.

Segunda parte com muita polémica à mistura

Após o descanso, os 'azuis e brancos' entraram focados em marcar um segundo golo que conferisse maior tranquilidade, exercendo uma pressão muito forte sobre o adversário e construindo várias oportunidades na área do Tondela.

No entanto, os comandos de Sérgio Conceição pecavam na finalização, permitindo que os forasteiros ainda mostrassem esperanças na discussão do resultado.

Ainda assim, Marega, aos 60 minutos, desviou para a baliza um cruzamento de Corona, valendo uma interceção oportuna de Osório.

Depois, foram Felipe e Aboubakar, por duas vezes, a não disfarçarem a veia de desperdiço dos nortenhos, com o avançado camaronês a ver, aos 73 minutos, um golo anulado, pelo vídeoárbitro, por fora de jogo de Marega.

Perante o suceder de oportunidades para os locais, o Tondela teve apenas num contra-ataque de Tomané, aos 82 minutos, a possibilidade de empatar, jogada em que Marcano emendou no limite um erro de Herrera.

Cláudio Ramos a um grande nível

Já na parte final, duas defesas de grande nível de Cláudio Ramos, parando remates de Felipe e Hernâni, evitaram o segundo golo, que conferiria mais verdade ao extenso domínio portista durante a maior parte do encontro.

Sérgio Conceição gosta da pressão de estar na liderança; Pepa assume responsabilidade

Sérgio Conceição: "É fantástico jogar sob pressão"

Pepa: "O golo é responsabilidade minha"

Cláudio Ramos: "Não gostamos de vitórias morais"

Danilo: "Resultado do Sporting deu-nos uma motivação extra"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.