O Sporting está de regresso a pódio da Primeira Liga, depois de quase toda a época instalado no quarto lugar. Em Chaves, os 'leões' voltaram a contar com Bruno Fernandes, o salvador da pátria leonina, para resolver um jogo que se avizinhava complicado, muito por culpa da equipa de Keizer. Luiz Phellype estreou-se a marcar e logo com um bis, André Luís faturou no melhor período dos flavienses, numa altura que até jogavam com menos um. Vitória importante antes de receber o Benfica mas a exibição deixou muito a desejar. Chaves pode estar satisfeito pelo futebol praticado.

Veja as melhores imagens do jogo

O Jogo: 'leão' nervoso até a 'bomba' de Bruno Fernandes, Chaves melhor com menos um

O Sporting de Marcel Keizer voltou às exibições cinzentas, num jogo onde não se percebe como o Sporting passou a jogar pior quando se apanhou em superioridade numérica e no marcador. Quando Jefferson foi expulso aos 51 minutos por duplo amarelo, a reação positiva a este dado acabou por ser da equipa flaviense, pelas diagonais de William, Luther Singh e André Luís, muito bem servidos por Bressan e Bruno Gallo. Foi nesse período, também a jogar com menos um, que o central Campi rematou ao poste da baliza de Renan Ribeiro e André Luís empatou, após grande passe de Bruno Gallo (falhanço de Coates).

Sem se deslumbrar muito, era o Sporting quem vencia ao intervalo, graças ao golo de Luiz Phellype aos 24 minutos, num desvio à boca da baliza. Até lá, o perigo do Sporting vinha de remates de longe ou em lances de bola parada.

A equipa de Marcel Keizer dava-se mal com a falta de espaço para construir, com a defesa baixa do Chaves e do bloco compacto montado por José Mota. Se a troca de Gudelj por Doumbia nada trouxe ao Sporting, a entrada de Jovane no posto de Borja (Acuña recuou para lateral) mexeu com o jogo.

A troca de guarda-redes no Chaves não foi positivo já que António Filipe, que vinha travando as poucas investidas leoninas, lesionou-se e deu o lugar a Ricardo. Aproveitou o Sporting para ganhar vantagem aos 80 minutos, num remate de primeira de fora da área de Bruno Fernandes, a passe de Acuña. Golaço de um dos melhores jogadores da Primeira Liga, o 25.º esta época no Sporting, o 14.º na I Liga. Para um médio, é obra. No 10.º dos 11 minutos de desconto dados pelo árbitro Manuel Mota, Luiz Phellype 'matou' o jogo a passe de Jovane.

Foi aos tropeções é certo, mas o Sporting está no terceiro lugar da I Liga, com os mesmos 58 pontos do SC Braga (perdeu com o FC Porto). Uma vitória que dá moral para o jogo de quarta-feira em Alvalade frente ao Benfica, onde os 'leões' vão tentar inverter a derrota por 2-1 sofrida na primeira-mão da Taça de Portugal e garantir um lugar no Jamor. Será sem Ristovski, que viu vermelho direto.

Momento-chave: 'Canhão da Maia' volta a resolver

O sofrimento do Sporting acabou aos 80 minutos quando Bruno Fernandes disparou de fora da área e bateu Ricardo, desbloqueando um jogo que estava a ser muito difícil para o Sporting. Mais uma partida resolvida pelo melhor jogador do Sporting esta temporada.

Polémica: Manuel Mota 'troca' vermelhos e 'tira' Ristovski do dérbi com Benfica

Aos 87 minutos Manuel Mota assinalou falta de Maras sobre Raphinha e mostrou vermelho direto ao sérvio do Chaves, por entender que o extremo brasileiro ia isolado para a área flaviense. Mas, alertado pelo vídeo-árbitro, foi ver uma falta dura de Ristovski no início da jogada. Vermelho direto para o macedónio (que falha o jogo com o Benfica) e Maras a continuar em campo, sem qualquer sanção.

Os melhores: Reação flaviense foi boa, Luiz Phellype estreia-se em dose dupla

Destaque para a forma como José Mota preparou a equipa, montando uma estratégia que ia dando frutos. O Desportivo de Chaves, que vinha de uma moralizante vitória sobre o Desportivo das Aves, discutiu o resultado, criou perigo e pôs o Sporting em sentido, principalmente quando passou a jogar com menos um.

O bis de Luiz Phellype é importante já que dá mais confiança ao avançado, depois de três meses sem marcar, e numa altura em que Bas Dost está lesionado (e sem confiança). Destaque para Bruno Fernandes, a ser decisivo mais uma vez, mesmo não tendo feito uma exibição exuberante. Os principais lances de perigo do Sporting saíram dos seus pés

Os Piores: 'leão' dorminhoco, Manuel Mota muito rigoroso

A forma como o Sporting reagiu à vantagem numérica não é de uma equipa que luta pelo título. Teve de ser Bruno Fernandes a resolver os problemas do coletivo. Se os 'leões' quiserem estar no Jamor, têm de fazer muito melhor na quarta-feira frente ao Benfica na Taça de Portugal.

Manuel Mota mostrou rigor a mais ao mostrar o vermelho direto a Ristovski. O macedónio joga a bola primeiro e, ao deslizar, acerta na perna do jogador flaviense. O vermelho direto parece exagerado até porque o lateral do Sporting não tinha como não evitar o contacto.

Reações: Keizer lamenta exibição, José Mota queria empate

Marcel Keizer: “Às vezes tornamos tudo muito complicado”

Luiz Phellype: “Marcar é um um peso que sai das costas”

José Mota: “Acho que merecíamos outro resultado por aquilo que fizemos”

André Luís: “Faltou-nos mais concentração, podíamos ter feito melhor”

VÍDEO: Veja o resumo do jogo

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.