Ana Gomes, reagiu, esta quinta-feira, à decisão do tribunal da Relação de Lisboa, que decidiu não pronunciar a Benfica SAD no âmbito do processo E-Toupeira. A antiga eurodeputada acabou por lançar uma questão ao Ministério Público.

"Porque é que o Ministério Público não inquiriu presidente e outros membros da administração da SAD Benfica sobre o conhecimento que tinham, ou não, da atuação do assessor Paulo Gonçalves, no caso E-toupeira? Ou é cuidado e carinho, para não incomodar 'troppo' os chefes?", escreveu na rede social Twitter.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.