O presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, disse hoje esperar que a negociação com a Nowo para o acesso aos conteúdos desportivos da Eleven Sports termine com "razoabilidade económica, operacional e transparência".

O gestor falava no debate Estado da Nação das Comunicações, no âmbito do 28.º congresso da APDC, que hoje termina em Lisboa.

A operadora Nowo é a representante da Eleven Sports em Portugal, a qual detém direitos desportivos como a 'Champions'.

Questionado sobre como estão as negociações, Alexandre Fonseca afirmou: "O processo negocial está em curso", mas "falta que essa negociação termine com razoabilidade económica, operacional e transparência".

À semelhança do presidente executivo da NOS, Miguel Almeida, também Alexandre Fonseca adiantou que nunca falou com alguém da Eleven Sports, desconhecendo o "racional e a metodologia subjacente".

A ausência de um acordo leva, "mais uma vez", a que "quem fica a perder são os consumidores", apontou, sublinhando que este impasse -- em que os três operadores, Altice Portugal, NOS e Vodafone não têm ainda acesso aos conteúdos desportivos -- só "beneficia a pirataria".

"É efetivamente um fenómeno que está a crescer, tema a que o regulador deve estar atento (...) e ter uma postura de proativamente de resolver este tema", considerou.

Também o presidente executivo da Vodafone Portugal, Mário Vaz, disse estar em "processo negocial" e desconhecer a plataforma Eleven Sports.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.