A Assembleia-Geral do Belenenses foi este sábado suspensa por causa de agressões entre associados do clube na sequência da derradeira intervenção do presidente da Direção, Patrick Morais de Carvalho, incidentes que levaram à chamada da polícia.

As agressões ocorreram quando Patrick Morais de Carvalho desafiou os sócios que estavam a favor da Codecity (empresa detentora do capital da SAD) e contra o clube a votarem não à denúncia do protocolo entre o clube a sociedade anónima desportiva.

Esta intervenção suscitou, desde logo, reações contrárias por parte de alguns sócios, mas foi a declaração seguinte do presidente da Direção, quando este instou quem estivesse com intenção de se abster a sair do pavilhão, que ‘incendiou’ os ânimos e levou às agressões entre vários associados.

Em face da gravidade dos acontecimentos, o presidente da Assembleia-Geral, Pedro Pestana Bastos, decidiu suspender a reunião magna durante 10 minutos na tentativa de retomar a normalidade, enquanto a polícia, entretanto chamada, chegava ao pavilhão do Restelo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.