O Wolverhampton, treinado pelo português Nuno Espírito Santo, cedeu um ‘nulo’ na receção ao ‘aflito’ Brighton, em encontro da 35.ª jornada da Liga inglesa de futebol, e pode cair para o 10.º lugar.

Com os portugueses Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota de início, os ‘wolves’ somaram o segundo jogo seguido sem vencer na prova e caíram para o nono posto, com 48 pontos.

Com este empate, o conjunto orientado por Espírito Santo, que ainda tem um jogo em atraso, corre o risco de ser ultrapassado pelo Everton, de Marco Silva, atual 10.º classificado, com 46 pontos e que no domingo recebe o Manchester United.

O Watford, que tem 49 pontos, aproveitou o ‘deslize’ do Wolverhampton e subiu ao sétimo lugar, depois de vencer por 2-1 o já despromovido Huddersfield, graças aos dois golos do espanhol Gerard Deulofeu, aos cinco e 80 minutos, sendo que Karlan Ahearne-Grant reduziu para o lanterna-vermelha, aos 90+3.

Já o Leicester, com Ricardo Pereira a completar os 90 minutos, caiu uma posição, para o oitavo lugar, com os mesmos 48 pontos do Wolverhampton, após empatar 2-2 frente ao West Ham, num encontro em que ‘salvou’ um ponto em tempo de compensação.

Michail Antonio adiantou os londrinos, aos 37 minutos, mas Jamie Vardy repôs a igualdade, aos 67, antes de o espanhol Lucas Pérez dar nova vantagem aos ‘hammers’, aos 82. No entanto, os ‘foxes’ ainda tiveram ‘forças’ para restabelecer o empate, aos 90+2 minutos, por Harvey Barnes.

Também hoje, o Bournemouth perdeu em casa com o despromovido Fulham, por 2-1, enquanto o Newcastle bateu por 3-1 o Southampton.

No primeiro encontro do dia, o campeão em título Manchester City venceu por 1-0 o Tottenham e recuperou provisoriamente a liderança, poucos dias depois de ter sido eliminado da Liga dos Campeões pelos ‘spurs’.

O único tento da partida foi marcado pelo jovem Phil Foden, de 18 anos, logo aos cinco minutos, num lance iniciado pelo internacional português Bernardo Silva, mais uma vez titular pelo City e que completou os 90 minutos em campo.

Os ‘citizens’, que somaram a 10.ª vitória seguida na prova, subiram ao primeiro lugar, com 86 pontos, mais um do que o Liverpool, que no domingo visita o ‘aflito’ Cardiff e pode reassumir o comando, mas a formação orientada por Pep Guardiola ainda tem um jogo em atraso, diante do rival Manchester United.

O Tottenham, com 67 pontos, pode perder o quarto lugar, que proporciona o acesso à Liga dos Campeões da próxima época, caso Arsenal e Chelsea, ambos com 66, vençam Crystal Palace e Brunley, respetivamente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.