Três adeptos do Brighton foram expulsos e detidos, na quarta-feira, do jogo entre a sua equipa e o Chelsea, da liga inglesa de futebol, por insultos racistas e homofóbicos a adeptos e jogadores da equipa adversária.

O anúncio das detenções, efetuadas pela polícia de Sussex, foi feito pelo diretor executivo do Brighton, Paul Barber, que pediu aos adeptos que denunciem irregularidades dentro do estádio.

Barber explicou que os adeptos “foram detidos em incidentes separados por incidentes racistas e homofóbicos repugnantes” e questionou a necessidade de medidas mais severas

“Se a possibilidade de os adeptos serem impedidos de forma vitalícia de assistirem aos jogos no estádio não é suficiente, temos de nos questionar se as penas não deveriam ser mais severas”, afirmou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.