Son Heung-min, jogador do Tottenham de José Mourinho, completou o treino militar obrigatório, como anunciou o Corpo de Fuzileiros Navais da Coreia do Sul no passado mês de maio. No regresso ao Tottenham, Son falou sobre a experiência.

"Não posso dizer tudo o que fiz, mas gostei muito. Aqueles rapazes foram simpáticos", começou por revelar o jogador sul-coreano, acrescentando que "as três semanas foram duras, mas tentei desfrutar. Não sei como as pessoas se sentiram, mas, para mim, as três semanas foram longas, apesar de ter sido uma boa experiência. O primeiro dia, em que não nos conhecemos, foi estranho, mas rapidamente nos apresentámos".

"Passámos todos os dias juntos num quarto, dez pessoas muito próximas, a trabalhar em conjunto. Ajudámo-nos e isso foi fantástico. Aqueles rapazes, no primeiro e no segundo dia, nem conseguiam falar comigo, mas, no final, já brincavam e desfrutávamos de tudo juntos", rematou, em declarações aos canais do Tottenham.

O avançado sul-coreano aproveitou a paragem na Premier League para realizar o serviço militar obrigatório naquele país, depois de em 2018 ter sido dispensado do mesmo por ter conquistado a medalha de ouro com a Seleção Sul-Coreana no Jogos Asiáticos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.