A realizar mais uma excelente época em Inglaterra, onde já conquistou não só os adeptos do seu clube, o Wolveramphton, mas todos os amantes do futebol em geral, Rúben Neves falou, numa entrevista à revista britânica FourFourTwo, da sua carreira por terras de sua majestade, a começar pela transferência do FC Porto para o Wolves.

Rúben Neves assinou pelo clube inglês no verão de 2017 e salientou a importância que o treinador Nuno Espírito Santo, que já o tinha orientado no FC Porto, teve nessa mudança. "Nuno já me conhecia bem, depois de ter trabalhado comigo no Porto, e deu-me a oportunidade de me juntar a ele no Wolves", explicou o médio internacional português.

Ainda assim, não se tratou de uma decisão fácil para Rúben Neves, numa altura em que o Wolveramphton militava ainda no segundo escalão do futebol inglês. "Foi uma decisão complicada para mim. Foi difícil trocar um clube que jogava na Champions League para ir jogar no Championship", reconheceu o centrocampista.

O projeto e as palavras de Nuno Espírito Santo acabaram por convencê-lo. "Vi o projeto e vi o quanto o treinador estava motivado, por isso decidi vir para aqui e dar o meu melhor. Era muito jovem e sabia que se tudo corresse bem poderia vir a jogar na Premier League, que é o sonho de qualquer jogador", explicou.

O resto, como se costuma dizer, é história: Rúben Neves ajudou o Wolves a subir ao escalão principal logo na primeira época, com seis golos em 42 jogos rumo à conquista do título no 'Championship'. Na época seguinte, a da estreia na Premier League inglesa, totalizou cinco golos em 40 jogos no conjunto de todas as competições pelo clube e, esta temporada, somava, até à altura da interrupção forçada das competições, quatro golos em 43 jogos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.