José Mourinho não ficou convencido com o vermelho direto mostrado a Son Heung-min na derrota do Tottenham ante o Chelsea, na derradeira jornada da Premier League. O treinador português saiu em defesa do seu jogador mas criticou Rudiger pela forma como levou à expulsão do sul-coreano. Numa disputa de bola, o avançado sul-coreano caiu e levantou os pés atingindo o abdómen do alemão. O árbitro Anthony Taylor nada assinalou, mas, após consultar o videoárbitro (VAR), expulsou Son.

"Espero que a Premier League ainda seja a Premier League e que seja sempre a Premier League... Acho que o foco tem de estar no Antonio Rudiger e não no Son. Não estou a falar no incidente de racismo, mas sim na outra coisa. Estou a falar desse incidente, do cartão vermelho. Na Premier League que eu adoro não há espaço para aquilo que o Rudiger fez. Levanta-te e joga como um homem. É essa a Premier League", disse o português.

Antes, Mourinho tinha recorrido da ironia para falar do lance entre Rudiger e Son, que culminou na expulsão do sul-coreano do Tottenham.

"Em alguns países, especialmente os latinos, é uma coisa cultural, mas não aqui na Premier League. Por isso fiz aquela piada e tentei brincar com a situação. Vá lá... acham que o Rüdiger vai ficar de fora do próximo jogo por estar lesionado? Eu acho que ele vai jogar. E estamos a falar do Son e não dele...", comentou o técnico português, que em conferência de imprensa.

Mourinho revelou ainda que o Tottenham irá recorrer do castigo de três jogos aplicada a Son Heung-min.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.