O Huddersfield, da Liga inglesa de futebol, apresentou hoje uma queixa na polícia sobre mensagens de cariz racista que o seu jogador Philip Billing está a receber.

O médio Billing, de nacionalidade dinamarquesa e ascendência nigeriana, recebeu uma mensagem através da rede social Instagram, na qual lhe chamavam “burro negro” e lhe pediam para deixar o clube.

“Não quero ver-te nunca mais com a camisola do Huddersfield, inútil, burro negro”, referia a mensagem que o jogador, de 22 anos, recebeu.

Em comunicado, o clube garante que não tolera “qualquer tipo de abuso” e promete “tolerância zero com qualquer forma de discriminação”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.