No jogo mais esperado da ronda inaugural, o Liverpool até estava a valer-se de uma boa exibição de Reina, com um punhado de grandes defesas, para ir segurando a vantagem mínima, mas uma intervenção quase “cómica” do espanhol forçou a repartição de pontos.

Depois de uma primeira parte sem golos, que “fechou” com a expulsão do reforço Joe Cole, o Liverpool entrou no segundo tempo em inferioridade numérica, mas em vantagem no marcador, graças ao golo do francês David N’Gog, num “míssil” que Almunia não conseguiu deter.

Já após do “golpe de aviário” de Reina, que empurrou a bola para dentro da baliza depois do esférico ter batido no poste, o Arsenal também ficou reduzido a 10 unidades, após a expulsão, por acumulação, do francês Laurent Koscienly.

Sábado, o Chelsea começou a defesa do título com uma goleada “à antiga” sobre o recém promovido West Bromwich Albion, por 6-0, num jogo em que Carlo Ancelotti deu a titularidade a Paulo Ferreira.

O Blackpool, de regresso ao escalão principal 39 anos depois da última passagem, foi autor de um dos resultados mais inesperados desta primeira jornada, ao golear por 4-0 na visita ao Wigan.

Cinco dias depois da saída de Martin O’Neill, descontente com a venda de alguns jogadores, o Aston Villa não acusou a demissão do treinador e começou o campeonato com um triunfo por 3-0 frente ao West Ham, sob o comando interino de Kevin MacDonald, o técnico das reservas.

A primeira jornada encerra segunda-feira com a recepção do Manchester United ao Newcastle, um “histórico” do futebol inglês de regresso à Liga principal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.