Carlos Queiroz criticou, numa entrevista ao jornal inglês "The Guardian", a atual política desportiva do Manchester United na qual não se vê.

Na opinião do selecionador do Irão estão a cometer-se vários erros na gestão do clube.

“Tenho grande admiração por Van Gall e por Moyes, mas penso que ambos cometeram alguns erros críticos e cruciais na transição após a saída de Ferguson”, começou por dizer.

Carlos Queiroz questionou as contratações recentes do clube: “A política sempre foi em torno de criar jogadores. Agora estão a comprar em pânico, em cima do joelho. Vi Di Maria e ele parecia que nunca tinha jogador futebol na vida. É preciso haver preparação e depois tomar as decisões em conjunto”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.