João Cancelo revelou hoje que o companheiro de seleção Bernardo Silva teve influência na decisão de se mudar da Juventus para o campeão inglês de futebol, o Manchester City, onde vão agora partilhar o balneário.

Em entrevista ao sítio oficial do clube, o lateral direito de 25 anos recordou que passou oito anos com Bernardo Silva no Benfica, confessou que o “admira muito” e mostrou-se “ansioso” para voltar a jogar com o médio.

“Já tínhamos falado algumas vezes sobre o [Manchester] City, não era uma coisa regular, mas fomos falando. Disse-me que o clube era espetacular, que o ambiente era bom e também por isso decidi arriscar”, afirmou o internacional português.

Ainda sobre a troca dos campeões italianos, onde atuou com Cristiano Ronaldo, para os campeões ingleses, Cancelo destacou ainda a influência do treinador Pep Guardiola, que admira “há muito tempo”.

“Como vejo o futebol, o City é uma equipa quase perfeita, a forma como jogam sempre ao ataque e defendem com uma pressão alta é o estilo que gosto de ver como espetador. A minha decisão foi também baseada nisso e estou aqui com muito orgulho e ambição”, declarou.

Em sentido contrário seguiu o ex-FC Porto Danilo, sendo que Cancelo enfrenta agora a concorrência do internacional inglês Kyle Walker no flanco direito da defesa dos ‘citizens’, mas reafirma a ambição de querer “agarrar” o seu lugar.

“Sei que o nível é muito alto, há grandes jogadores para todas as posições e a competitividade é alta, mas penso que um jogador fica melhor com quanta mais competitividade tiver. É isso que vim mostrar, venho para competir e agarrar o meu lugar”, vincou.

Cancelo confessou também que “a adaptação vai ser difícil” por não saber falar a língua, algo que quer começar a aprender “nos primeiros meses” para se habituar aos colegas e transmitir as ideias, prometendo aos adeptos “muito trabalho e ambição” para concretizar os objetivos do clube.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.