O internacional português João Mário, campeão europeu de futebol em 2016, que representa o Lokomotiv Moscovo, apelou hoje para que sejam respeitadas as medidas em curso para combater a pandemia da covid-19.

"Não sou especialista, pelo que a única coisa que posso dizer é que devemos todos seguir os conselhos dos especialistas de saúde e medidas dos governos para controlar esta situação e para que possamos voltar à vida normal o mais rapidamente possível", afirmou o médio, numa conversa com os fãs através das redes sociais.

Durante a conversa, João Mário abordou a sua vida na capital russa, mostrando-se adaptado, e revelando que a língua não é um obstáculo.

"Estou a adorar Moscovo, é uma cidade ótima para se viver", lançou João Mário, acrescentando que o russo é "uma língua bastante diferente do português", mas que já domina "algumas palavras" que o ajudam no dia-a-dia, nos treinos e nos jogos.

E deixou uma garantia: "Tento, semana após semana, melhorar o meu russo".

O internacional luso recordou ainda os vários anos que esteve ao serviço do Sporting, assegurando ter vivido vários "momentos ótimos" no clube leonino.

"É difícil escolher um melhor momento no clube, porque foram tantos anos e tantos bons momentos que guardo o Sporting sempre com carinho no meu coração", rematou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 226.000 infetados, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.820 mortos em 69.176 casos registados até terça-feira.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 43 mortes e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.