Miguel Luís rejeitou que o jogo Portugal-Argentina seja decisivo para as contas do grupo F do Mundial de futebol de sub-20, mas admitiu que a ‘equipa das quinas’ quer vencer e assegurar já um lugar nos ‘oitavos’.

“A Argentina vai ser mais um teste difícil. Queremos conquistar os três pontos e apurarmo-nos o mais rapidamente possível para a próxima fase”, afirmou aos jornalistas o médio da seleção nacional de sub-20, que está a disputar o Mundial da categoria, na Polónia.

O jogador, de 20 anos, recusou que a partida da segunda jornada do grupo F, marcada para terça-feira, tenha contornos de decisão, depois de ambas as equipas terem entrado a vencer na competição.

“Não é decisivo. Pode ser o jogo mais mediático do grupo, por serem duas seleções históricas, mas vamos encará-lo como encarámos o jogo com a Coreia do Sul, tentando melhorar o que não fizemos bem e conquistar os três pontos”, transmitiu.

Contudo, admitiu o mediatismo da partida entre duas das seleções mais fortes do Mundial: “Não acho que seja uma final antecipada, mas são duas seleções históricas e é um jogo especial. É mais um jogo em que queremos entrar para ganhar.”

Na ‘ressaca’ do difícil triunfo sobre a Coreia do Sul, por 1-0, o médio do Sporting revelou que os jogadores lusos não ficaram “muito satisfeitos” com a exibição protagonizada. No entanto, ressalvou que o “mais importante foi a vitória” e que Portugal pretende “praticar melhor futebol” diante dos argentinos.

A seleção portuguesa venceu, no sábado, a Coreia do Sul, por 1-0, com um golo de Francisco Trincão, na estreia no grupo F do Mundial, e soma três pontos, os mesmos da Argentina, que goleou por 5-2 a África do Sul.

Portugal e Argentina jogam na terça-feira, a partir das 17:00 (hora de Lisboa), no Estádio Municipal de Bielsko-Biala.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.