A FIFA e o comité organizador do Mundial de futebol Qatar2022 anunciaram hoje uma estratégia conjunta de sustentabilidade e boas práticas empresariais e ambientais para a competição, que pela primeira vez decorrerá num país árabe.

Segundo a FIFA, os dois organismos estão também empenhados em salvaguardar os direitos dos trabalhadores, e, por isso, foi feita “uma avaliação completa da repercussão do torneio ao nível dos direitos humanos, uma iniciativa pioneira num megaevento desportivo”.

Os dois organismos divulgaram um programa com 22 objetivos e mais de 70 iniciativas que, segundo Fatma Samoura, secretária geral da FIFA, “obedece aos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas”

“O Mundial oferece-nos a oportunidade de uma mudança positiva e, nem a FIFA nem o Qatar, estão dispostos a perder esta oportunidade. Por isso, decidimos abordar questões importantes relacionadas com o evento, como o bem-estar dos trabalhadores, direitos humanos, luta contra a discriminação e proteção ambiental”, afirmou Fatma Samoura.

Devido ao calor, a competição decorrerá entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022, e obrigará as ligas de vários países, nomeadamente os europeus, a adaptarem os seus calendários.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.