Ao longo do último campeonato do mundo, Neymar foi alvo de muitas críticas pelas sucessivas quedas, e exageradas, mas o brasileiro explica que isso é uma consequência do estilo de jogo dele. Confuso? O próprio explica.

"O meu futebol é de drible, é de encarar o adversário. Não posso pedir-lhe 'meu amor, dá-me licença que eu quero marcar um golo'. Tenho de tentar driblar e ele não vai deixar-me passar, vai fazer a falta. Muitas vezes eu sou mais rápido, sou mais leve, mas eles acabam por fazer a falta e o árbitro está lá para isso".

"Acham que quero sofrer faltas a toda a hora? Não, porque dói. Depois dos jogos faço gelo durante umas 4 ou 5 horas, é complicado. Quem não vive isto não entende."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.