Antoine Griezmann, autor de um dos golos da vitória de França sobre o Uruguai, em jogo quartos de final do Mundial, explicou porque não celebrou após marcar o golo.

"Não celebrei o meu golo, porque quando comecei como futebolista profissional fui apoiado por um uruguaio, que me ensinou o bom e o mau sobre o futebol, por isso, tenho um grande respeito pelo Uruguai. Por respeito, acho que foi normal não celebrar o meu golo", afirmou.

"Temos uma equipa que pode causar danos em qualquer defesa. Quando estamos focados no nosso estilo de jogo, temos mais oportunidades para marcar. [O Uruguai] É uma equipa difícil, que me faz lembrar o Atlético de Madrid, em que todos trabalhamos muito. Acho que é bom de ver, porque é algo que não encontramos todos os dias", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.