O Campeonato do Mundo da Rússia aproxima-se a passos largos e há várias seleções que já garantiram a presença no Mundial do próximo ano. Para além da seleção anfitriã, que tem apuramento direto, México, Irão, Bélgica, Japão e Brasil já têm o passaporte carimbado e viagem marcada para a Rússia.

Além dos seis já qualificados, há várias seleções que estão muito perto de assegurar passagem quando a qualificação se aproxima do fim. Com o cartaz das 32 equipas que vão discutir o título mundial a ficar fechado aos poucos, damos conta de como estão as contas do apuramento, isto quando faltam preencher 26 vagas.

Europa com mais duas jornadas para fechar contas com claros favoritos

A Europa é o continente que mais seleções coloca no cartaz do Campeonato do Mundo. Das 32 equipas em prova, 14 vão ser europeias. Para além da anfitriã Rússia, que tem entrada direta como organizadora, os vencedores dos nove grupos de qualificação também se apuram diretamente. A estas dez seleções juntam-se os quatro vencedores dos play-offs europeus onde competem os oito melhores segundos classificados da fase de qualificação.

Para já, quando faltam duas jornadas para fechar a qualificação, a Bélgica é a única equipa europeia com presença confirmada (excluindo a Rússia, que por ser anfitriã não fez qualificação). A seleção dos ‘diabos vermelhos’ está inserida no Grupo H, que lidera com mais oito pontos do que a Bósnia, que segue no segundo lugar.

No grupo A, França lidera com a Suécia 'à perna' - tem apenas menos um ponto. A Holanda segue no terceiro lugar e ainda tem uma palavra a dizer nas contas do apuramento, seja direto ou por play-off.

No grupo B, Portugal e Suíça são os principais candidatos a garantir o apuramento direto. Os ‘helvéticos’ seguem com mais três pontos do que a formação nacional e só com vitórias, mas há duelo marcado entre as duas seleções na última ronda. Antes, Portugal defronta Andorra na próxima ronda.

No grupo C, todos os caminhos vão dar a um apuramento alemão. A formação germânica só tem vitórias e só não tem o apuramento garantido porque a Irlanda do Norte ainda está, matematicamente, com possibilidade de chegar ao primeiro posto. Qualquer dúvida pode ficar fechada esta segunda-feira quando a Mannschaft jogar com a Noruega.

No grupo D, há três candidatos ao primeiro lugar. A Sérvia lidera com 15 pontos, seguida da República da Irlanda com 13, e  do País de Gales com 11. Mais longe está a Áustria com oito pontos e chances reduzidas de ter uma palavra a dizer no apuramento.

No grupo E, há novo combate em três frentes. A Polónia segue no primeiro posto com 16 pontos conquistados, enquanto Montenegro e Dinamarca estão na perseguição com menos três pontos. Nas últimas rondas, Montenegro tem embates marcados tanto com polacos como dinamarqueses nos jogos decisivos.

No grupo F, a Inglaterra assume a liderança com a Eslováquia no segundo posto. A ‘seleção da Rosa’ é a favorita ao apuramento direto embora Escócia e Eslovénia (menos seis pontos do que os britânicos) ainda estejam na corrida do play-off.

No grupo G, as contas colocam os dois favoritos na liderança. Espanha é primeira depois de ter batido Itália, mas as duas formações estão separadas por apenas três pontos. No terceiro posto segue a Albânia com 12 pontos, mas com oportunidades reduzidas de apuramento.

No grupo I, há quatro equipas com capacidade de chegar ao apuramento direto. A Croácia é líder com 16 pontos, mas Ucrânia (14 pontos), Islândia e Turquia (11 pontos) continuam a lutar pelos lugares de qualificação.

Confira como estão todas as contas da qualificação europeia:

América do Sul tem um qualificado e vários na corrida

As contas da América do Sul colocam o Brasil como vencedor da fase de apuramento e já com passagem para a Rússia assegurada. A seleção orientada por Tite tem estado em grande forma com nove triunfos seguidos na qualificação. Os ‘canarinhos’ somam 11 vitórias, três empates e somente uma derrota ao longo desta fase, que os colocam com uma vantagem de 11 pontos sobre o segundo classificado, a Colômbia.

Com o primeiro lugar entregue, o interesse foca-se sobretudo nos restantes lugares de acesso ao Campeonato do Mundo. Na América do Sul há 10 seleções em prova com quatro lugares de apuramento direto, enquanto o quinto classificado vai disputar um play-off com uma equipa da Oceânia.

Brasil destacadíssimo e uma qualificação sul-americana com muito por decidir
Brasil destacadíssimo e uma qualificação sul-americana com muito por decidir
Ver artigo

Atualmente, há sete equipas na luta pelos três lugares de passagem direta e pelo play-off. A Colômbia segue no segundo posto com 25 pontos, mais um do que o Uruguai, que a persegue. A fechar as posições de qualificação direta está o Chile com 23 pontos, os mesmos que a Argentina, que segue no lugar de acesso ao play-off (o critério de desempate é a diferença de golos).

Fora das posições de acesso ao Mundial, quando faltam três jornadas para o fim, estão Perú, Paraguai e Equador que necessitam apenas de um triunfo para igualarem a Argentina e reentrarem nas contas.

Classificação da qualificação América do Sul
créditos: FIFA

Na América do Norte e Central o play-off é a grande dúvida

A fase final da qualificação na América do Norte, Central e Caraíbas reuniu seis equipas que já ultrapassaram quatro outras rondas para chegar até aqui. Na derradeira fase, apenas três seleções carimbam passagem para o Mundial da Rússia enquanto o quarto classificado disputa um play-off de acesso emparelhado com a Ásia.

O México já garantiu a qualificação com 17 pontos somados e a Costa Rica está muito perto de acompanhar os ‘aztecas’ na passagem para o Campeonato do Mundo visto que já conquistaram 14 pontos quando faltam três rondas para terminar a qualificação.

As contas viram-se agora para Estados Unidos, Honduras e Panamá. As três seleções disputam a posição de entrada direta restante separadas por apenas um ponto. Em três seleções, apenas duas terão oportunidade de seguir em frente sendo que o quarto classificado da zona da América do Norte, Central e Caraíbas tem ainda de disputar play-off.

Classificação da qualificação América do Norte
Classificação da qualificação América do Norte créditos: UEFA

Continente africano ainda tem muito futebol por jogar

A qualificação em África vai colocar cinco seleções a caminho do campeonato do Mundo. A fase final contra com cinco grupos de quatro onde os primeiros classificados ganham entrada direta no torneio.

Com apenas três jornadas realizadas ainda há muito futebol para se jogar pelo que não é possível colocar qualquer equipa como candidato isolado à qualificação.

Confira como está a fase de grupos de qualificação para o Mundial no continente africano

Ásia tem dois qualificados e vários concorrentes aos play-offs

A qualificação na Ásia é feita através de dois grupos separados onde os dois primeiros classificados têm entrada direta no Campeonato do Mundo. Aos terceiros classificados é dada uma oportunidade de jogar um play-off entre grupos para, numa fase posterior, disputar nova eliminatória para seguir para o Mundial.

No grupo A, o Irão de Carlos Queiroz já assegurou a presença no campeonato do Mundo antes da última jornada. A formação iraniana é líder isolada com mais sete pontos do que o segundo classificado, a Coreia do Sul, que soma 14 pontos e é o mais forte candidato a segurar o segundo posto de qualificação automática.

No entanto, a Síria e o Uzbequistão ainda estão na luta pelo segundo e terceiro lugar da tabela classificativa somando 12 pontos. A China também acalenta alguma esperança com os seus nove pontos, mas necessitariam que tanto Síria como Uzbequistão fossem derrotados na última ronda para, possivelmente, assegurar o lugar do play-off.

Classificação da qualificação Ásia grupo A
créditos: FIFA

No grupo B também o Japão já assegurou a passagem para o Mundial da Rússia. Os nipónicos têm 20 pontos, mais quatro do que o segundo classificado quando falta apenas uma jornada para o fim da fase de qualificação.

Nas contas para o segundo posto, Austrália e Arábia Saudita estão empatadas com 16 pontos enquanto os Emirados Árabes Unidos seguem na quarta posição com expectativas de poder ter um lugar no play-off frente ao terceiro classificado do grupo A.

Classificação da qualificação Ásia grupo B
créditos: FIFA

Nova Zelândia tem um pé e meio no play-off de acesso ao Mundial

A Oceânia tem apenas uma oportunidade de colocar uma equipa no Campeonato do Mundo e mesmo essa vaga está dependente do sucesso num play-off de apuramento. Para decidir quem representa o continente há uma eliminatória que coloca, neste caso Nova Zelândia e Ilhas Salomão, para eleger a formação que, mais tarde, enfrentará uma equipa da América do Sul no último obstáculo antes do Mundial.

A Nova Zelândia perfila-se como o principal candidato a representar a Oceânia. A equipa venceu a primeira mão frente às Ilhas Salomão por 6-1 e praticamente garantiu a presença no play-off onde vai enfrentar o quinto classificado da qualificação da América do Sul.

O Campeonato do Mundo da Rússia disputa-se no próximo ano. Ao todo, vão ser 32 seleções que vão estar em prova com um único objetivo: conquistar o título de Campeão do Mundo. Na última edição, a Alemanha sagrou-se campeão do Mundo no Brasil ao vencer a Argentina por 1-0. Mario Goetze foi o germânico que marcou o tento vitorioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.