A Arena Pantanal é o próximo estádio do Campeonato do Mundo de Futebol a ser entregue à FIFA. A menos de dois meses do pontapé de saída do Mundial, a cidade de Cuiabá, no estado de Mato Grosso, trabalha a todo o vapor para o fim de uma das obras que mais atrasos sofreu, uma vez que a conclusão estava inicialmente agendada para dezembro de 2012. Passaram-se já 16 meses…

Com um investimento estimado em quase 170 milhões de euros (aproximadamente 519 milhões de reais) e capacidade para 42968 pessoas (sendo possível reduzir para 28 mil lugares face a uma estrutura modular amovível), o novo recinto veio ocupar as cinzas do antigo Estádio José Fragelli, mais conhecido entre os adeptos como ‘Verdão’, que fora demolido em 2010 para dar início à construção.

Influenciado pela estética do Pantanal, uma das maiores reservas da biosfera a nível mundial, o novo estádio de Cuiabá é um dos mais elogiados pela sua filosofia sustentável, onde se destaca a instalação de painéis solares e as suas aberturas entre as bancadas para uma maior ventilação. Toda esta envolvência sobressai no coração do Brasil com um aspeto de estádio tipicamente inglês.

Depois de sucessivos adiamentos, o estádio foi oficiosamente inaugurado no passado dia 2 de abril, com um embate entre o Mixto, um dos clubes mais populares do estado de Mato Grosso, e o incontornável Santos, a contar para a Taça do Brasil. Num cenário caótico e de agitação pelas muitas lacunas ainda existentes no estádio, as duas equipas não foram além do 0-0. Fora das quatro linhas, porém, a bancada superior continuava sem cadeiras, havia poucos lugares instalados para pessoas com deficiência, as áreas envolventes estavam mal iluminadas e uma chuva forte antes do apito inicial complicou ainda mais as acessibilidades para os adeptos.

Depois da abertura oficiosa, a organização tem agora uma nova data para a inauguração “a sério”: 26 de abril, dia do jogo de abertura da série B entre o Luverdense e o histórico Vasco da Gama. Será este o primeiro jogo realizado após a visita da presidente Dilma Rousseff, que acontece dois dias antes deste encontro e depois de já ela também ter adiado por mais do que uma vez a sua presença.

A Arena Pantanal irá receber quatro jogos da primeira fase do Mundial, estando agendados os seguintes embates: Chile-Austrália (grupo B, 13 de junho), Rússia-Coreia do Sul (grupo H, 17 de junho), Nigéria-Bósnia Herzegovina (grupo F, 21 de junho) e Japão-Colômbia (grupo C, 24 de junho).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.