Falando numa cerimónia de homenagem por ocasião dos 92 anos de Nelson Mandela, realizada em Mvezo, aldeia natal do antigo líder do país e do ANC, Zuma considerou que estiveram “muito próximos” de realizar o sonho de Mandela de uma nação unida na sua diversidade, celebrando os êxitos e trabalhando em conjunto.

Nelson Mandela, que liderou o Congresso Nacional Africano (ANC), movimento de libertação que governa actualmente a África do Sul, passou 27 anos nos cárceres do regime do “apartheid” (1962/1990) e foi o primeiro presidente da nova democracia multirracial instaurada no país, entre 1994 a 1999.

A ONU decidiu em Novembro de 2009 celebrar o Dia Internacional Nelson Mandela no dia 18 de Julho, em homenagem ao seu combate pela cultura, pela paz e pela liberdade, sendo a primeira vez que aquela organização internacional decide um dia mundial dedicado a uma pessoa.

O antigo presidente da África do Sul foi homenageado no último dia do Mundial da África do Sul, tendo sido ovacionado pelo no domingo passado (11 de Julho) pelo público presente no estádio Soccer City, em Joanesburgo, durante a cerimónia de encerramento da prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.