O futebolista português Renato Sanchez marcou hoje o terceiro golo do triunfo do Lille, por 3-0, sobre o Toulouse, que lhe permitiu subir provisoriamente ao terceiro lugar, à 26.ª jornada da Liga francesa.

O tento do luso surgiu na sequência de má reposição de bola do guarda-redes, com um companheiro de Renato a servi-lo, liberto, e o português a rematar e a confirmar a conquista do 43.º ponto do Lille, mais dois do que o Rennes, que no domingo recebe o Nimes.

Os outros dois golos do Lille, que teve ainda José Fonte no 'onze' e Xeka a entrar aos 79 (Tiago Djaló não saiu do banco), foram apontados pelo experiente avançado Loïc Rémy, aos dois e 39 minutos, primeiro com remate em zona frontal e depois ao ‘encostar’ ao segundo poste um cruzamento na esquerda.

Adrien Silva foi infeliz no ‘atraso’ que resultou no golo do Dijon, aos 56, pelo guineense Mama Balde, contudo, o Mónaco empataria aos 79, em casa do adversário, em recarga oportuna do chileno Guillermo Garipán.

O Mónaco é quinto isolado com 39 pontos, enquanto o Dijon é 18.º e antepenúltimo com 27.

O português Mathias Lage entrou aos 76 na equipa do Angers, que venceu o Montpellier por 1-0, com golo solitário do camaronês Stéphane Bahoken, aos 68, interrompendo assim uma série de cinco derrotas consecutivas e ganhando fôlego no distanciamento aos lugares de despromoção.

Estrasburgo e Amiens empataram 0-0, resultado que atrasa as ambições europeias dos anfitriões e permite ao penúltimo somar um importante ponto.

Antes, o Marselha, de André Villas-Boas, foi derrotado em casa, quase quatro meses após o seu último desaire, por 3-1 ante o Nantes.

A equipa marselhesa tinha sofrido a última derrota no campeonato no final de outubro, na visita ao campeão Paris Saint-Germain (4-0), e desde então na ‘Ligue 1’ somou 11 triunfos e três empates, numa série que a mantém na vice-liderança, ainda folgada.

O Paris Saint-Germain, que tem 10 pontos de avanço para o Marselha, recebe domingo o Bordéus de Paulo Sousa, 12.º.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.