Neymar viveu uma noite de emoção no regresso ao PSG, depois de ter sido vaiado e resolvido a partida frente ao Estrasburgo.

O extremo abordou mesmo a transferência falhada para o Barcelona.

"Todos sabem que tinha o desejo de sair, mas não vou entrar em detalhes em relação ao que aconteceu nas negociações. O presidente do PSG e os outros sabem o que fizeram... É uma página virada. Hoje sou jogador do PSG e prometo dar tudo em cada jogo. Vou ser feliz dentro de campo. Não preciso que gritem o meu nome ou que estejam ali por mim. O que desejo é que estejam ali pelo PSG. Dizem que o PSG é maior que qualquer jogador, eles têm de esquecer esse jogador e começar a incentivar a equipa. Isso será mais importante do que vaiar".

Assobiado pelos adeptos do PSG

"Não me incomodou. Já sabia desde o aquecimento, mas isso incomoda os meus colegas. Faz parte. Deus é muito justo e abençoou-me com o golo."

Focado no clube francês

"Desde que fechou a janela, a minha cabeça voltou ao PSG. Dediquei-me como sempre. Infelizmente tive muitas lesões graves nos dois últimos dois anos e perdi muitos jogos. Sempre que joguei correspondi. Consegui os melhores da minha carreira. Fico contente por ajudar os meus colegas e o PSG."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.