"Obrigado por este magnífico presente, Rei", escreveu no Twitter e no Instagram o jovem avançado do PSG Kylian Mbappé, com uma camisa do Santos autografada pelo brasileiro Pelé. "Para o Mbappé do amigo Pelé", podia ler-se na dedicatória.

Suspenso da partida diante do Rennes no domingo (3-1), Mbappé publicou nas redes sociais a foto onde aparece sorridente com a camisola do clube de Pelé, com a Torre Eiffel iluminada ao fundo.

"De nada, Kylian Mbappé", respondeu Pelé nesta segunda-feira, também no Twitter. "Acredito que tens algo especial. Só tenho dois conselhos para te dar: continua sempre humilde e continua a trabalhar duro. Tenho certeza de que o fará", escreveu em inglês.

Pelé, de 77 anos, voltou a elogiar o jovem prodígio gaulês, depois de já o ter feito após a final do Mundial 2018. "Se Kylian continuar a igualar os meus recordes, vou ter que voltar a calçar as minhas chuteiras...", disse no Twitter após a final da competição, na qual Mbappé, de 19 anos, se tornou o mais jovem goleador do mundo numa final de um Mundial desde o lendário brasileiro.

Mbappé tornou-se, aos 19 anos e seis meses, o segundo goleador mais jovem numa final do Campeonato do Mundo, atrás de Pelé, que marcou com 17 anos e 8 meses contra a Suécia (5-2) na edição de 1958.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.