Na semana passada, Kylian Mbappé teve a oportunidade de conhecer Pelé, uma das maiores lendas do futebol mundial. Em entrevista à 'France Football', o internacional francês de 21 anos contou como foi o encontro.

"Estar à frente dele é como estar à frente de um monumento. Sentimo-nos muito pequenos. Senti-me como se estivesse no sopé de uma montanha, sem plano para a escalar", começou por dizer Mbappé.

O jovem jogador do Paris Saint-Germain admitiu ainda que "quando Pelé está numa sala, ocupa o espaço todo. E isso não se compra. Ou o tens, ou não o tens. Mesmo quando não tinha nada para lhe dizer, fiz questão de aproveitar o momento. Limitei-me a olhar para ele".

"O único que me impressionou tanto quanto ele foi o Zidane. Quando o conheci, lembro-me que fiquei muito pequeno", revelou Kylian Mbappé, acrescentando que "para mim, Pelé é o rei do futebol e faz parte da história. É como cruzar-me com uma personagem de uma história que escapou de um livro. Sinceramente, pensava que nunca o iria poder conhecer ao longo da minha vida, e que me devia contentar com cassetes e vídeos".

Por fim, Kylian Mbappé desvendeu um pedido feito por Pelé. "Ele pediu-me para deixar o Brasil vencer o próximo Campeonato do Mundo, no Qatar. Respondi-lhe que não era possível, especialmente se quiser tentar aproximar-me dele", concluiu Mbappé.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.