O Bordéus não está preocupado com o futuro de Paulo Sousa, que tem sido apontado ao 'banco' do Arsenal depois da saída de Unai Emery com comando técnico dos 'Gunners'.

De acordo com os franceses da 'RMC Sport', a turma londrina ainda não entrou em contacto com os 'girondinos', que assim desconhecem qualquer tipo de interesse no técnico português. Caso o Arsenal desege mesmo contar com Paulo Sousa como treinador, terá de pagar integralmente os três milhões de euros da cláusula de rescisão, establecida no contrto aquando da chegada do antigo internacional luso ao comando técnico do clube francê.

Paulo Sousa, orienta o Bordéus desde março do presente ano, ainda não terá falado com a direção do clube sobre uma possível saída para o clube agora comandado, a título interino, por Ljungberg. Assim, o Bordéus está tranquilo perante os rumores que falam da possível saída do treinador português.

O Bordéus ocupa, atualmente, o quinto lugar da Liga francesa, ao fim de 17 jornadas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.