O treinador do Marítimo garantiu hoje que os seus jogadores vão jogar para ganhar o encontro no reduto do Bangor City, da segunda “mão” da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, apesar da goleada caseira (8-2).

Mitchell van der Gaag assegura que o Marítimo não vai ao País de Gales fazer turismo, mas jogar para vencer, num embate marcado para quinta-feira.

“Este é um jogo que também faz parte da nossa pré-época, com a diferença de que nós temos que ganhar. Todos julgam que vai ser fácil, mas não é porque o Bangor vai querer rectificar o resultado desnivelado na primeira mão”, considerou o treinador holandês do Marítimo.

O holandês admite algumas poupanças para o jogo de quinta-feira, umas por razões técnicas e outras em função do aspecto disciplinar.

“Ainda estamos a ponderar sobre o que iremos fazer, mas é natural que haja algumas alterações na equipa, sobretudo pela necessidade que há de gerir os cartões amarelos de alguns jogadores”, explica o técnico.

O treinador insular diz ter ficado satisfeito com a goleada imposta na primeira “mão”, independentemente daquilo que se disse a respeito do valor do conjunto galês.

“Fiquei contentíssimo, porque a equipa deu uma boa resposta, apesar do que foi dito sobre o valor do Bangor City. É preciso notar que eles eliminaram o Honka, na eliminatória anterior, equipa que era considerada favorita. Têm o seu valor”, considerou Van der Gaag.

A ideia não é ir ao País de Gales para segurar a vantagem: “Não vamos jogar em Wrexham para segurar o resultado, vamos jogar para ganhar, porque temos que preparar o início do campeonato, que para nós é muito importante”, observou, deixando uma mensagem para o balneário.

“Não quero que a equipa conceda facilidades, porque quem facilitar agora terá menos oportunidades no futuro”, concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.