O Sporting disse adeus à Europa ao perder esta quinta-feira por 4-1, após prolongamento, na Turquia, frente ao Istambul Basaksehir, que assim segue em frente para os oitavos de final da Liga Europa com um total de 5-4 no conjunto das duas mãos.

Os 'leões' tiveram o apuramento na mão, mas sofreram um golo em cima do minuto 90 e outro a fechar o prolongamento, acabando eliminados.

Com uma vantagem de 3-1 trazida da primeira mão, Silas apostou em Bolasie na frente de ataque, ao lado de Jovane Cabral e Andraz Sporar, fazendo ainda regressar à defesa titularidade na defesa Ristovski, Acuña e Coates em relação ao triunfo do fim-de-semana sobre o Boavista.

A precisar de dois golos para virar a eliminatória, o Basaksehir mostrou as suas intenções ofensivas logo desde o primeiro minuto, entrando com perigo na grande área do Sporting, mas Maximiano acabou por resolver sem grandes problemas. O Sporting não se amedrontou e Jovane Cabral rematou de longe, mas muito torto.

A turma da casa, porém, era mais perigosa e só por acaso não marcou logo aos oito minutos. Depois de conquistar a bola ainda no meio-campo do Sporting, Clichy cruzou para o segundo poste e Aleksic, com tudo para marcar, atirou por cima. O domínio continuou a pertencer aos anfitriões, com a formação leonina a mostrar dificuldades em sair para o ataque.

Sporting alivia pressão

A partir do quarto-de-hora, o Sporting começou a conseguir ter mais bola e a passar mais tempo no meio-campo contrário. Acuña, com um remate de longe de pé direito, testou os reflexos do guarda-redes contrário, Gunok.

O jogo passou, então, para uma fase de parada e resposta e Alekcsic, de longe, rematou ligeiramente ao lado à passagem do minuto 20.  Logo a seguir, Edin Visca cabeceou por cima. Do outro lado, na transformação de um livre, Acuña rematou à figura de Gunok.

Descalabro a fechar a primeira parte

A turma da casa, contudo, depressa voltou a tomar conta do jogo e a instalar-se no meio-campo leonino, agora com maior perigo.

Maximiano evitou o pior aos 28 minutos, quando Acuña se deixou antecipar por Ba, negando o golo ao avançado da formação de Istambul, mas pouco depois o Basaksehir marcou mesmo. Na sequência de um pontapé de canto, Ba cabeceou para uma primeira defesa de Maximiano, Coates não conseguiu afastar a bola e Skrtel cabeceou por entre as pernas de Max para o primeiro da partida.

O Sporting até reagiu bem e, primeiro Bolasie e depois Acuña, ameaçaram, com o argentino a ficar mesmo muito perto de marcar, num remate defendido de forma brilhante por Gonuk depois de excelente trabalho do argentino.

Mas os erros defensivos iam-se sucedendo e, em cima do intervalo, Vietto cometeu uma falta desnecessária sobre Azubuike, perto da grande área, mas descaído para a direita. Na transformação do livre, contudo, Aleksic bateu direto, em arco, surpreendendo Maximiano, que ficou pregado ao chão, e o Başakşehir saiu para os balneários na frente do jogo e da eliminatória.

Sporting entra bem no segundo tempo, mas é sol de pouca dura

A precisar de marcar para voltar ao comando da eliminatória, a turma de Silas entrou bem no segundo tempo. Após cruzamento da direita, Vietto até acertou mal na bola, mas mesmo assim Gunok teve de se aplicar para evitar o golo dos 'leões'. Mas quem pensou que os 'leões' iam partir com tudo em busca do golo, enganou-se.

O ritmo de jogo dos 'verdes e brancos' continuou lento e Demba Ba quase elevou para 3-0 ainda antes da hora de jogo. Max, por duas vezes, defendeu de forma brilhante com os pés, redimindo-se da abordagem infeliz ao lance do segundo golo da formação turca. Pouco depois, foi Elia a rematar ligeiramente ao lado.

Vietto relança 'leão'

Pelo meio, o Sporting até ia chegando à grande área adversária, mas sem criar real perigo e, num dos lances em que tal aconteceu, Acuña desferiu um cruzamento teleguiado da esquerda ao qual Vietto correspondeu com um cabeceamento perfeito, reduzindo a desvantagem da formação portuguesa no jogo e recolocando os 'leões' na frente da eliminatória, estavam decorridos 68 minutos de jogo.

O Basaksehir acusou o golo e o Sporting foi travando as iniciativas atacantes contrárias sem grandes problemas, controlando as operações. O golo do empate, que conferiria outra tranquilidade, até esteve perto. Primeiro, Doumbia, num desvio oportuno após grande lance de Plata, que entrou muito bem no jogo, acertou no ferro. Depois, Battaglia, num grande lance individual, deslumbrou-se e rematou à figura do guarda-redes adversário.

Balde de água fria nos descontos...e no prolongamento

Falhanços que os 'leões' pagaram caro. Já decorria o minuto 90+1 quando Višća trabalhou bem na grande área 'verde e branca' e rematou cruzado e certeiro, de pé esquerdo, fazendo o 3-1 e levando a decisão para o prolongamento.

Nos 30 minutos suplementares Vietto voltou a estar perto de marcar, mas cabeceou por cima logo a abrir. Os primeiros 15 minutos extra correram sem nota para mais lances de perigo junto das duas balizas e, no segundo tempo do prolongamento, o Sporting começou por cima.

Os lances de perigo, contudo, escassearam e, quando se pensava que a decisão seguisse para o desempate por pontapés da marca de grande penalidade, Vietto derrubou Júnior Caiçara dentro da grande área do Sporting. Na marcação do consequente penálti, Visca não perdoou, bisou na partida e colocou o Başakşehir  no sorteio de sexta-feira dos oitavos-de-final da Liga Europa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.