Depois das meias-finais desta quinta-feira à noite, o Chelsea, que ainda não perdeu na prova, vai encontrar o Arsenal, que afastou o Valência (7-3 no agregado das duas mãos), na final da Liga Europa num dérbi londrino disputado a 29 de maio, no Estádio Olímpico de Baku.

No entanto, Henrikh Mkhitaryan pode ser uma baixa nessa final. O avançado arménio do Arsenal está em risco de não poder jogar a partida devido ao corte das relações diplomáticas entre o seu país natal e o Azerbeijão, onde a final vai ser disputada.

O Azerbeijão está de relações políticas cortadas com a Arménia desde a Guerra de Nagorno-Qarabag, que durou entre fevereiro de 1988 e maio de 1994 e envolvia uma disputa territorial. Essa mesma disputa foi reacendida em 2016 na chamada Guerra dos quatro dias, de 2 a 6 de abril.

Devido ao conflito político, Mkhitaryan e o Arsenal têm duas opções. O jogador arménio pode pedir autorização ao Azerbeijão para entrar no país e disputar a final, algo que, segundo a imprensa britânica, não agrada ao Arsenal por receio de represálias para a integridade física do jogador.

A segunda hipótese passa por um boicote do avançado arménio, que não seria o primeiro. Mkhitaryan já falhou dois jogos no Azerbeijão no passado: o primeiro em 2015 frente ao Qabala, quando representava os alemães do Borussia Dortmund e o segundo já este ano frente ao Qarabag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.