Declarações de Ivo Vieira, treinador do Vitória de Guimarães, à Sport TV, após o primeiro triunfo na fase de grupos da Liga Europa.

Primeiro triunfo no último jogo: "Ficou uma marca do que o Vitória fez em todos os jogos a nível europeu. Deixou uma boa imagem do futebol português, merecia mais pontos do que aqueles cinco que somou.

Apuramento era possível? "Não podemos estar aqui a especular, mas em Londres frente ao Arsenal estivemos a ganhar por duas vezes e acabámos por perder o jogo em dois lances de bola parada. Em casa também fomos mais fortes do que o Arsenal e não conseguimos ganhar. Com o Eintracht em casa também podíamos ter ganho. Mas foram bons jogos e muito importantes para o crescimento da equipa".

Agradecimento aos adeptos: "Queria dizer ainda aos nossos adeptos que estiveram aqui mais uma vez a criar um grande ambiente. Eles acreditam naquilo que fazemos e nós vamos tentar continuar a conquistar o máximo de pontos possível, já não nesta competição, mas no campeonato. Temos e ser muito fortes como fomos hoje.

Concentração na I Liga e Taça da Liga: "Aquilo que prometo é o mesmo que disse na minha chegada, que é lutar tanto como eles para conseguir o maior número de vitórias possíveis. É isso que podem exigir de nós. Tenho a consciência tranquila quanto ao nosso trabalho, é óbvio que nem todos os jogos correm como queremos, mas não deixaremos de lutar. O que os outros pensam e imaginam, não nos importa muito, o que importa é a nossa dedicação e o nosso esforço.

O Vitória de Guimarães, que já estava eliminado, despediu-se esta quinta-feira da Liga Europa de futebol de 2019/20 com um triunfo por 3-2 no reduto do Eintracht Frankfurt, na sexta jornada do Grupo F. Os minhotos adiantaram-se, aos oito minutos, por Rochinha, os alemães deram a volta, com tentos de Danny da Costa, aos 31, e Kamada, aos 38, mas a equipa lusa ainda chegou ao triunfo, selado por Al Musrati, aos 85, e Marcus Edwards, aos 87.

O Arsenal, que empatou 2-2 no reduto do Standard Liège, ganhou o Grupo F, com 11 pontos, contra nove dos alemães, também qualificados, oito dos belgas e cinco dos portugueses, vencedores pela primeira vez de um jogo fora numa fase de grupos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.