O Benfica procura frente ao Eintracht Franfurt, nos quartos de final da Liga Europa, voltar a igualar os 'duelos' a duas mãos nas taças europeias de futebol com clubes alemães.

Em 19 confrontos, os 'encarnados' somam nove apuramentos e 10 eliminações, desvantagem ditada pelos derradeiros dois embates, na 'Champions', com Bayern Munique (0-1 fora e 2-2 em casa), nos 'quartos' de 2015/16, e Borussia Dortmund (1-0 em casa e 0-4 fora), nos 'oitavos' de 2016/17.

Antes destas duas quedas, o clube da Luz tinha superado, consecutivamente, Nuremberga (2007/08), ainda na Taça UEFA, e Hertha Berlim (2009/10), Estugarda (2010/11) e Bayer Leverkusen (2012/13), já na Liga Europa.

Neste ciclo, destaque para o triunfo por 2-0, selado por Salvio e Cardozo, no reduto do Estugarda, em 24 de fevereiro de 2011, que marcou a primeira vitória de sempre do Benfica em solo alemão, à 20.ª tentativa.

O Benfica também já havia afastado uma outra vez o Nuremberga (1961/62) e o Bayer Leverkusen (93/94) e ainda eliminou o Lokomotiv Leipzig (66/67) e o Carl Zeiss Jena (74/75), da ex-RDA, e o Fortuna Dusseldorf (80/81).

Quanto às eliminações, quatro das 10 foram da responsabilidade do Bayern, que, além do sucesso de 2015/16, eliminou os 'encarnados', de forma clara, em 1975/76 (5-1 no conjunto dos dois jogos), 1981/82 (4-1) e 1995/95 (7-2).

O Benfica foi ainda afastado mais uma vez pelo Borussia Dortmund (1963/64) e também por Worwarts (70/71), Dinamo Dresden (76/77), Borussia Mönchengladbach (78/79) e Carl Zeiss Jena (80/81).

O balanço entre apuramentos e eliminações é equilibrado, e pode nivelar, mas não no que respeita aos resultados, já que, no conjunto dos 48 jogos, o Benfica conta 14 vitórias, 14 empates e 20 derrotas, com 52 golos marcados e 77 sofridos.

Entre a quase meia centena de jogos, destaque para o primeiro em casa, com o Benfica a golear o Nuremberga por 6-0, com 'bis' de José Augusto e Eusébio, após o desaire por 3-1 sofrido na Alemanha, rumo ao segundo título europeu consecutivo, em 1961/62.

Mais de 30 anos depois, em 1993/94, também entrou para a 'lenda' o confronto com o Bayer Leverkusen, dos 'quartos' da Taça das Taças: após o empate a um na Luz, com Isaías a marcar em 'cima' da hora, o jogo na Alemanha foi uma 'montanha russa'.

Os germânicos chegaram a 2-0 e pareciam certos nas 'meias', mas o Benfica respondeu com três golos, de Abel Xavier, João Vieira Pinto e Kulkov, e virou por completo a eliminatória (2-3). Foi, então, a vez de os alemães marcarem mais dois (4-3), antes do russo chegar ao 'bis' e apurar o 'onze' de Toni.

O Eintracht é o segundo clube alemão a visitar a Luz em 2018/19, depois do Bayern Munique, que, na fase de grupos da 'Champions', triunfou por 2-0, com o segundo tento a ser da autoria de Renato Sanches, que pediu desculpas e recebeu palmas. Em casa, os bávaros golearam por 5-1.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.