O Inter Milão vs Ludogorets, da 2.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa será realizado a porta fechada. A Federação Italiana de Futebol tinha solicitado que o jogo decorresse sem público no Giuzeppe Meazza, devido ao surto coronavírus que afeta Itália. A UEFA aceitou o pedido.

Além deste jogo, mais seis encontros da próxima jornada da Liga Italiana não terão público nas bancadas, incluíndo o Juventus-Inter Milão. Estas proibições terminarão a 1 de março, de acordo com Vincenzo Spadafora, Ministro do desporto italiano.

Esta segunda-feira as ações da Juventus caíram 11 por cento em bolsa e fecharam a valer apenas 1,0155 euros, de acordo com a 'Gazzetta dello Sport'. A queda abrupta do valor das ações levou mesmo a Bolsa de Valores de Itália a suspender a comercialização das mesmas.

O emblema onde joga o português Cristiano Ronaldo fechou o seu museu e suspendeu todas as visitas ao seu estádio, pelo menos até o dia 29 de fevereiro. Turim está situada no norte de Itália, uma das zonas mais afetadas com o surto de coronavírus no país.

Ainda esta segunda-feira, a Federação Italiana de Futebol pediu autorização ao Governo Italiano para que o jogo da 2.ª mão dos oitavos de final da Liga Europa entre Inter de Milão e Ludogorets seja realizado à porta fechada devido ao estado de alerta em que se encontra o norte de Itália por causa do Covid-19.

Também a Serie A deverá continuar a ser afetada: depois de quatro jogos terem sido adiados este fim de semana, Gravina revela que a próxima jornada da Serie A deverá ser jogada à porta fechada.

De recordar que esta segunda-feira, a Federação Italiana de Motociclismo (FMI) suspendeu até 01 de março todas as competições agendadas em várias regiões no país como medida de precaução, devido ao surto do coronavírus Covid-19. Pelo menos, até final do mês, Lombardia, Veneto, Emília-Romanha, Piemonte e Lácio, todas regiões no norte de Itália, não irão receber qualquer prova de motociclismo.

No râguebi, dois jogos do Pro14 (competição entre equipas britânicas, italianas e sul-africanas), que estavam agendados para o próximo fim de semana e incluíam emblemas italianos, foram adiados.

Já no último fim de semana, quatro jogos da Série A de futebol (Torino-Parma, Atalanta-Sassuolo, Verona-Cagliari e Inter Milão-Sampdoria) foram adiados por causa do coronavírus.

As autoridades italianas anunciaram hoje a quinta morte devido ao novo coronavírus, que até ao momento infetou pelo menos 219 pessoas no país.

Esta quinta vítima mortal é um homem de 88 anos, da localidade de Caselle Landi, que morreu na Lombardia, segundo o líder da Proteção Civil, Angelo Borrelli.

As outras quatro vítimas mortais do Covid-19 em Itália eram igualmente pessoas de idade avançada e pelo menos três delas sofriam de outras doenças.

Itália é o país da Europa com mais casos de infeção pela nova estirpe de coronavírus e o quarto a nível global.

O surto de Covid-19, que teve origem na China, já infetou mais de 79.000 pessoas em todo o mundo, segundo os números das autoridades de saúde dos cerca de 30 países afetados.

O número de mortos devido ao coronavírus subiu para 2.592 na China continental, contabilizando ainda mais de 75 mil infetados, quase todos na província de Hubei.

Além das vítimas mortais na China continental, já houve também mortos no Irão, Japão, na região chinesa de Hong Kong, Coreia do Sul, Itália, Filipinas, França, Estados Unidos e Taiwan.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.