O duelo espanhol, entre os vizinhos Villarreal e Valência, e o confronto de favoritos entre Arsenal e Nápoles são os ‘pratos fortes’ dos quartos de final da Liga Europa em futebol, com primeira mão na quinta-feira.

Num dia em que se espera equilíbrio na Luz, entre Benfica e Eintrach Frankfurt, e que o Chelsea comece a vincar a sua superioridade no reduto do Slavia Praga, o embate entre espanhóis começa a jogar-se no Estádio de la Cerámica.

No local onde afastou o Sporting, nos 16 avos de final, com um empate 1-1, depois de um triunfo por 1-0 em Alvalade, o Villarreal vai tentar manter vivo o ‘conto de fadas’ na Europa, numa altura em que segue em posição de descida na Liga espanhola.

O conjunto de Javi Calleja parte, porém, como ‘outsider’, face a um mais credenciado vizinho, do qual dista cerca de 60 quilómetros, um Valência que é sexto em ‘La Liga’, depois de no fim de semana ter sofrido o primeiro desaire em 18 jogos.

O conjunto em que alinham vários ex-benfiquista, nomeadamente o português Gonçalo Guedes, mas também Rodrigo e Garay, vai tentar repetir as ‘meias’ de 2011/12 e 2013/14 e partir para o sétimo triunfo espanhol em 10 edições, depois de três triunfos do Sevilha e outros tantos do Atlético de Madrid.

No campeonato espanhol, em que estão separados por 12 posições e 16 pontos, os dois conjuntos empataram a zero em Villarreal, em 23 de setembro, para, na segunda volta, em 26 de janeiro, o Valência triunfar em casa por 3-0.

Em Londres, o Arsenal, em intensa luta interna para entrar nos quatro lugares de acesso à ‘Champions’, recebe um Nápoles que é segundo em Itália e tem isso como um dado quase adquirido, num campeonato que a Juventus está prestes a conquistar.

Os ‘gunners’ poderão apresentar, assim, algumas poupanças, mas não muitas, certamente, até porque o vencedor da Liga Europa também tem lugar certo na fase de grupos da ‘Champions’ e porque o treinador espanhol Unai Emery quererá o ‘tetra’, após três títulos ao comando do Sevilha (2013/14 a 2015/16).

Quanto ao Nápoles, de Carlo Ancelotti, estará na máxima força, até porque o objetivo passa por conquistar um segundo troféu europeu, repetindo o feito que só conseguiu – a Taça UEFA, em 1988/89 - quando teve ‘sua alteza’ Diego Armando Maradona.

O equilíbrio é esperado na eliminatória, bem mais do que no outro confronto que envolve um clube inglês, o Chelsea, que é claramente favorito face ao Slavia Praga, mesmo tento em conta que os checos eliminaram o ‘especialista’ Sevilha.

A República Checa será o palco do primeiro encontro, sendo que foi precisamente na Éden Arena que os espanhóis ‘tombaram’, por 4-3, após prolongamento, depois de um 2-2 em Sevilha.

Os londrinos, que tal como os vizinhos do Arsenal estão na luta pelo acesso à Liga dos Campeões na ‘Premier League’, são fortes candidatos a repetir o título de 2012/13, então após baterem na final o Benfica (2-1, em Amesterdão).

Os ‘encarnados’ jogam, por seu lado, em casa, perante o Eintracht Frankfurt, com o conjunto líder do campeonato português a apresentar um melhor palmarés na prova, em que soma duas finais perdidas e mais uma presença nas meias-finais.

Os germânicos estão, porém, a realizar uma época de grande nível, já subiram ao quarto da ‘Bundesliga’ – que lhes daria inédita presença na ‘Champions’ – e não perderam qualquer jogo (nove vitórias e seis empates), desde a pausa de inverno.

Além disso, o Eintracht está invicto na Liga Europa, com oito triunfo e dois empates, em 10 jogos, e já deixou pelo caminho duas equipas de ‘Champions’, o Shakhtar Donetsk e o Inter de Milão.

Os quatro jogos da primeira mão dos quartos de final da Liga Europa em futebol, tal como os da segunda, estão todos marcados para as 20:00 (em Lisboa).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.