O futebolista português Bruno Fernandes afirmou hoje estar feliz pelo facto de o seu antigo companheiro do Sporting, o sérvio Nemanja Gudelj, ter superado o coronavírus e poder defrontar o Manchester United nas meias-finais da Liga Europa.

"Falei com ele [Gudelj] por estes dias, contou-me que tinha contraído o vírus. Estou feliz por ele por poder jogar. No final do jogo trocaremos de camisolas", disse Bruno Fernandes na conferência de imprensa de lançamento da partida das meias-finais da Liga Europa, marcada para domingo.

Questionado se lhe agradava que o comparassem com o antigo futebolista do Manchester United, Eric Cantona, que marcou uma época nos ‘red devils’, Bruno Fernandes respondeu que, embora lhe agrade ouvir o seu nome associado a um jogador incrível como foi o francês, tem de fazer ainda muito melhor para poder sequer ser comparado com ele.

"Não estou satisfeito. Vim para ganhar títulos. Ficarei contente se conquistar a Liga Europa. Já joguei em vários campeonatos e sinto-me muito bem porque a equipa técnica e os meus companheiros me puseram sempre muito confortável. Quando um clube paga por ti 55 milhões de libras, tens de ter confiança", disse o ex-médio do Sporting.

O português confidenciou que o técnico norueguês Ole Gunnar Soljskaer fala constantemente com ele e que lhe transmite sempre muita confiança.

"Diz-me que faça as mesmas coisas que fazia no Sporting e que continue a evoluir. Quando sentes esse apoio do teu treinador, tudo se torna muito mais fácil", disse.

Sobre o embate de domingo com o Sevilha, Bruno Fernandes considerou que o mesmo é "perfeito para que os grandes jogadores digam presente", porque é nestes grandes momentos "que têm de o fazer".

O Manchester United defronta no domingo os espanhóis do Sevilha, na meia-final da Liga Europa, em Colónia, na Alemanha, enquanto os ucranianos do Shakhtar Donests, treinados pelo português Luís Castro, enfrentam os italianos do Inter de Milão, na outra meia-final.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.