Adi Hutter, treinador do E. Frankfurt, analisou a derrota da sua equipa frente ao Benfica (4-2).

Análise

"Venceu o Benfica, mas daqui a uma semana vai ser um jogo duro em Frankfurt. Houve um cartão vermelho contra a corrente do jogo e um resultado menos mal. Na segunda parte, houve partes em que não estivemos bem, mas acho que está tudo em aberto."

Esperança para a segunda mão

"Já sabíamos que íamos jogar contra uma equipa muito forte. Já há 15 jogos que não perdíamos. Estamos  a viver um sonho e queremos leva-lo ate ao fim. Tinha curiosidade para ver o que tínhamos feito se jogássemos até ao fim com 11. Agora na segunda mão, em casa, temos que fazer um jogo perfeito. mas estou convencido que podemos bater o Benfica."

Sobre João Félix

"Até ao penalti não se tinha feito notar, tem bons movimentos, mas o Benfica não é só um jogador. Mas se o conseguíssemos retirar do jogo, já íamos estar em vantagem. É um talento raro e se continuar assim não vai ficar muito tempo no Benfica. Joga e faz jogar com muita inteligência."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.