"Estranhamente José Mourinho felicitou-me. E eu tenho de o elogiar. O Inter tem o direito de jogar como entende e qualquer treinador pode escolher o seu estilo de jogo", disse Loius Van Gaal, criticando jogo defensivo de Mourinho.

Van Gaal, de quem Mourinho foi adjunto durante três anos no FC Barcelona, considerou ainda que a sua equipa teve "várias oportunidades para marcar". Aliás, ao fim dos noventa minutos, os alemães apresentavam uma percentagem de posse de bola de 69% contra os 31 dos italianos.

O técnico do Bayern de Munique, quando alguém na sala de conferências do Santiago de Barnabéu lhe perguntou sobre a considerável percentagem de posse de bola da sua equipa, aproveitou para responder: "Olhem para os jogos do fim-de-semana do Inter e depois olhem para os nossos ou do Barcelona. Nós praticamos um futebol bonito, mas não posso criticar quem não o faça". 

"Mas quem não marca, acaba por perder. Mas eu estou orgulhoso da minha equipa. O Inter é uma equipa muito difícil. Acho que apresentámos um futebol bonito, mas tivemos pouco espaço para atacar", analisou no auditório do Santiago Bernabéu.

O holandês acrescentou que o Barcelona, eliminado pelo Inter nas meias-finais, sentiu as mesmas dificuldades que, hoje, o Bayern.

"Até fico feliz por Mourinho conseguir ganhar com este estilo de jogo. Estamos acostumados a equipas fechadas, mas é sempre difícil", rematou.

O Inter de Mourinho venceu esta noite o Bayern de Munique por 0-2 e sagrou-se campeão da Europa 2009/2010. Seis anos depois, o técnico português volta a levantar a Taça da Liga dos Campeões, depois de o ter feito ao serviço do FC Porto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.