A UEFA continua com o seu plano de mudanças na Liga dos Campeões. Alexander Ceferin deu uma entrevista ao diário britânico 'The Times' onde falou de vários temas, como o atual formato da Liga dos Campeões, a Superliga Europa e um troféu a ser disputado entre o vencedor da Copa América e do Europeu de seleções.

No que a 'Champions' diz respeito, a UEFA vai propor que as equipas que cheguem às meias-finais da prova, tenham entrada direta na fase de grupos da edição seguinte.

"Gostávamos de proteger as equipas como o Ajax este ano ou Mónaco e Leicester anteriormente. O Ajax jogou as meias-finais este ano e agora tem que vender os jogadores todos porque não sabe se vai qualificar-se para a Liga dos Campeões. Uma ideia em cima da mesa é de que estes clubes que chegam a uma certa fase da competição assegurem a sua participação nela no ano seguinte. É uma ideia que vamos debater com as ligas e os clubes", explicou Ceferin. Esta ideia irá a discussão e uma decisão final será conhecida no dia 11 de setembro.

Na mesma entrevista ao 'The Times', Ceferin voltou a falar do projeto da Liga Europeia.

"Não haverá Superliga Europeia enquanto eu for presidente da UEFA", garantiu, sublinhando que "não preside apenas para os grandes países mas sim para todos os membros da UEFA, incluindo os mais pequenos".

Sobre a polémica escolha de Baku para acolher a final da Liga Europa, o presidente da UEFA explicou porque foi decidida fazer a prova na capital do Azerbaijão.

"Não vamos ficar à espera das últimas semanas para se decidir onde se vai jogar a final. Todos os países da UEFA devem ter a oportunidade de ver futebol ao mais alto nível, pelo que devo dar oportunidades a todos", defendeu.

Na entrevista ao 'The Times', o presidente da UEFA falou na possibilidade de criar uma competição de seleções, entre o vencedor da Copa América e do Campeonato da Europa, uma espécie de campeão dos campeões.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.