O treinador do Shakhtar Donetsk, o português Paulo Fonseca, disse hoje que sai “descontente, mas orgulhoso” da derrota por 2-0 em casa do Manchester City, na segunda jornada do grupo F da Liga dos Campeões de futebol.

“Estou descontente porque perdemos, mas temos de estar orgulhosos com a forma como jogámos. Demonstrámos muita coragem e tentámos ter a posse de bola em todos os momentos”, apontou o técnico português

No final do encontro, Fonseca considerou que a equipa de Pep Guardiola “ainda não tinha jogado com uma equipa que lhes tivesse causado tantos problemas”.

No Etihad, num encontro arbitrado pelo português Jorge Sousa, golos do belga Kevin de Bruyne e do inglês Raheem Sterling, aos 48 e 90 minutos, sentenciaram o jogo da segunda ronda, depois de os ucranianos terem vencido o Nápoles por 2-1 na ronda inaugural.

“Todos os meus futebolistas jogaram bem e renderam. Como disse, é difícil mostrar tanta coragem como mostraram os meus jogadores hoje”, acrescentou o treinador luso, que em 2016/17 se sagrou campeão ucraniano com o Shakhtar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.