O ex-futebolista Steve Chalmers, que marcou o golo da vitória do Celtic na final da Taça dos Campeões Europeus de 1967 frente ao Inter (2-1), em Lisboa, morreu hoje, dias depois de o ‘capitão’ Billy McNeill ter falecido.

“O homem que marcou o golo mais importante da história do clube” morreu aos 83 anos, informou o clube ‘católico’, referindo-se ao tento obtido aos 85 minutos, que consumou a reviravolta no marcador.

A causa da morte do ‘herói’ dos ‘leões de Lisboa’ não foi anunciada pelo Celtic, que assim viu desaparecer mais “uma lenda do clube”.

Chalmers, que aos 20 anos sobreviveu a uma meningite e tuberculose, marcou 231 golos pelo clube, em 406 jogos, disputados entre 1959 e 1971.

Billy McNeill, que capitaneou o clube escocês na final, faleceu em 23 de abril, aos 79 anos, tendo cumprido toda a carreira no Celtic, no qual alinhou durante 18 temporadas, entre 1957 e 1975, contabilizando 790 jogos e 34 golos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.