Luka Modric admitiu que o Real Madrid continua a acusar a saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus, no verão passado. Na antevisão à partida com o Ajax, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, o médio croata afirmou que "é quase impossível" encontrar um substituto para o português.

"Encontrar um substituto para Ronaldo é quase impossível. Cristiano marcava 50 golos e não encontras ninguém que hoje marque tanto. Alguns tinham de dar um passo em frente, não marcar 50, mas 20... não vou nomear, dois ou três jogadores que marquem 20, 15, 10 golos e não os temos. É o nosso maior problema este ano", explicou o médio croata.

"Por exemplo, contra o Barcelona tivemos muitas ocasiões, mas quando não são aproveitadas o adversário castiga. O Cristiano não está aqui, mas não podemos estar a queixar-nos durante dez anos. O clube tem esperança em outros jogadores, como Bale, Asensio, Karim (Benzema), Mariano, Vinícius, que estão a fazer um bom trabalho", acrescentou o internacional croata.

Apesar da campanha menos positiva, Modric acredita que os 'merengues' vão conseguir terminar a época ao mais alto nível.

"Damos sempre por morto o Real Madrid e recupera sempre. Em 2015, nada ganhámos e disseram que estávamos mortos. Depois, todos sabem o que aconteceu a seguir e o que ganhámos [Liga dos Campeões e Mundial de Clubes, em 2016]", disse.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.