O futebolista argentino Lionel Messi treinou hoje com o restante plantel do FC Barcelona, duas semanas depois da lesão num braço, mas o treinador, Ernesto Valverde, não quer “correr nenhum risco” na terca-feira, frente ao Inter de Milão.

Os espanhóis, líderes do Grupo B da Liga dos Campeões, visitam os italianos, segundos classificados, à procura de garantir o apuramento para os oitavos de final, o que conseguirão com uma vitória nesta quarta jornada.

Por seu lado, os ‘nerazzurri’ podem também garantir a próxima fase se derrotarem o ‘Barça’ e Tottenham e PSV empatarem no outro jogo da ‘poule’.

Apesar da importância do encontro, Valverde não quer correr nenhum risco depois de Messi ter partido o rádio do braço direito há duas semanas, mesmo que o avançado esteja “bem de movimentos”.

“Há a possibilidade de que seja titular, mas também de estar no banco e entrar mais tarde, ou que fique todo o jogo no banco”, acrescentou o técnico.

O defesa Sergi Roberto admitiu, em conferência de imprensa, que a lesão do ‘astro’ argentino deixou o plantel, que inclui o português Nelson Semedo, “um pouco assustado”.

“Para nós, é o jogador mais importante, o melhor da nossa equipa e o melhor do mundo. (...) Messi está contente por voltar a estar connosco, e nós também”, reforçou o defesa, lembrando ainda que, embora o jogador faça falta, os catalães venceram os quatro jogos disputados sem ele.

O jogo entre o Inter e o FC Barcelona realiza-se na terça-feira e já bateu um recorde em Itália, uma vez que os bilhetes para o jogo em Milão, que volta a receber os ‘culés’ oito anos depois, renderam cerca de 5,8 milhões de euros aos transalpinos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.