Os "lyonnais" marcaram presença nas últimas 10 edições da prova, mas o mais longe que tinham conseguido ir fora precisamente aos quartos de final (2003/04, 2004/05 e 2005/06), garantindo hoje o "passaporte" para os jogos de 21 e 27 de Abril, diante dos alemães do Bayern Munique, que eliminou os ingleses do Manchester United.

Num encontro em que os da casa necessariamente tiveram mais iniciativa, mas apenas tentaram golos com "tiros" desenquadrados de fora da área ou cruzamentos resolvidos pela defesa ou guarda-redes dos visitantes, Hugo Lloris, a organização táctica do Lyon foi premiada.

Depois de o capitão Diarra ter rematado com violência à barra de Lloris, um cruzamento de Tremoulinas, desviado por Plasil, encontrou Chamakh à boca da baliza e o avançado inaugurou o marcador a favor dos anfitriões, aos 45 minutos.

A um escasso golo do apuramento, os "Girondins" foram tentando acercar-se da baliza do Lyon, mas a solução encontrada foram lançamentos longos para a área, onde brilhou Lloris.

Aos 87 minutos, o guardião visitante foi mesmo obrigado a uma grande defesa, garantindo a vantagem na eliminatória, ao opor-se a um cabeceamento bem colocado de Wendel.

O Bordéus só pode agora concentrar-se na tentativa de revalidação do título gaulês, dias depois de perder a Taça da Liga, quando segue no quinto lugar, a três pontos do líder, Olympique Marselha, e a um do Lyon, embora tenha um e dois ainda por disputar face àqueles adversários.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.