O Liverpool garantiu o primeiro lugar do Grupo E da Liga dos Campeões, ao vencer na Áustria o Salzburgo por 2-0 Os 'reds' terminam com 13 pontos, mais um que o Nápoles que goleou o Genk no outro jogo.

Os campeões europeus entraram no Red Bull Arena pressionados por um adversário que os tinha causado muitos problemas em Anfield. A equipa austríaca perdeu por 3-2 no primeiro encontro mas deu muita luta e tinha ainda o sonho de seguir em frente. Para isso teria de vencer o Liverpool.

O primeiro tempo foi dividido, com oportunidades de parte a parte. Do lado dos campeões europeus, destaque, pela negativa, para Salah. O jogador egípcio desperdiçou cinco oportunidades claras de golo. Mané também não teve a pontaria afinada.

O Salzburgo tentou de todas as formas chegar ao golo mas encontrou no guarda-redes Alisson Becker um obstáculo difícil. Minamino e Erling Braut Haaland viram o brasileiro negar-lhes o primeiro do encontro em mais que uma ocasião.

No segundo tempo continuou o festival de golos falhados de Salah.

Mas, em apenas dois minutos, os 'redes' resolveram a questão: primeiro por Naby Keita aos 57 minutos, que aproveitou um centro de Mané para fazer o 1-0. Uma pequena traição dos dois jogadores já que antes de ingressarem no Liverpool, brilharam no Sazlburgo. No minuto seguinte é Salah a marcar finalmente, aproveitando um erro de Onguené para atirar para a baliza deserta, de pé direito e com pouco ângulo. O craque egípcio finalizou a jogada mais difícil, tendo perdido as mais fáceis.

Erling Braut Haaland, que tentava igualar o recorde de Cristiano Ronaldo, de marcar em todos os jogos da fase de grupos da Champions, viu esse desejo 'morrer' quando foi substituído aos 75 minutos.

O Liverpool termina o Grupo E no primeiro lugar com 13 pontos, mais um que o Nápoles. O Salzburgo, com sete, foi relegado para a Liga Europa, o Genk está fora das provas da UEFA.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.